sicnot

Perfil

País

Choque entre um carro e dois cavalos faz um morto em Campo Maior

Uma pessoa morreu e outras quatro ficaram feridas, na sequência de uma colisão de um automóvel com dois cavalos, ocorrida hoje perto de Campo Maior, Portalegre.

Rásio Elvas

Rádio Elvas

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre indicou que a vítima mortal é um jovem de 27 anos, tendo o óbito sido declarado no local, e que os feridos foram transportados para o Hospital de Santa Luzia, em Elvas.

Dois dos feridos ficaram em estado grave, um homem de 32 anos e uma mulher de 47.

Segundo o CDOS, a mulher de 47 anos foi depois transportada num helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) para o Hospital de São José, em Lisboa.

O acidente ocorreu na Estrada Nacional 373, entre Elvas e Campo Maior, no distrito de Portalegre, tendo o alerta sido dado às 05:05.

Os dois cavalos envolvidos no acidente morreram.

As operações de socorro mobilizaram 34 operacionais, com 15 veículos, das corporações de bombeiros de Campo Maior e Elvas, uma viatura de Suporte Imediato de Vida, de Elvas, uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Portalegre, um helicóptero do INEM e a GNR.

  • Portugueses e espanhóis protestam em Salamanca contra mina de urânio
    0:38

    País

    O Bloco de esquerda desafia o Governo português a exigir às autoridades espanholas uma avaliação do impacto ambiental da mina de urânio a 40 quilómetros da fronteira portuguesa. Este caso está gerar contestação entre os ambientalistas. Várias associações portuguesas participaram este sábado numa manifestação em Salamanca. A Quercus diz-se preocupada com o impacto da mina de urânio no território português.

  • PS e PSD querem acordo sobre fundos e descentralização até ao verão
    3:07
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de três armas da PSP, recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avança hoje que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • As gravações que provam que as autoridades conheciam o perfil violento de Nikolas Cruz
    1:35