sicnot

Perfil

País

Governo enfrenta primeira greve da função pública

Os efeitos da greve devem ser visíveis nas escolas e centros de saúde, embora já ontem tenham começado a sentir-se nos hospitais com os primeiros turnos a começarem logo às 20:00, de ontem.

(Arquivo/Reuters)

(Arquivo/Reuters)

© Stefan Wermuth / Reuters

A greve dos enfermeiros pela reposição das 35 horas de trabalho semanais para todos os profissionais registou hoje uma adesão de 77% no turno da noite, adiantou à agência Lusa o sindicato do setor.

"Ainda estamos a recolher os dados referentes ao turno da manhã, que teve início às 08:00. Quanto ao turno da noite, teve uma adesão de 77%, sendo que temos hospitais como São José e Santa Marta, em Lisboa, com adesão acima dos 90%", disse à Lusa Guadalupe Simões, do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP).

Na origem da greve da função pública está o facto de os trabalhadores recearem que a reposição do horário semanal de 35 horas só aconteça no último trimestre do ano, apesar do PS remeter a aplicação da medida para o dia 1 de julho.

Já outros três partidos da esquerda querem a aplicação das 35 horas semanais o mais rápido possível.

Os sindicatos esperam que o Governo possa pôr em prática a medida a curto prazo.

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.