sicnot

Perfil

País

Termina hoje a consulta pública ao projeto para a 2ª Circular

A consulta pública ao projeto da Câmara de Lisboa para a Segunda Circular, que visa diminuir o tráfego através da reformulação de alguns nós de acesso, termina hoje, contando com pelo menos 334 contributos.

O vereador das Obras Municipais da Câmara de Lisboa, Manuel Salgado, afirmou à Lusa que, até quinta-feira, a consulta pública contou com 334 contributos "muito variados" e "divididos por temas".

O projeto da maioria PS no executivo municipal prevê também a implantação de um separador central maior e arborizado, a redução da largura das vias (onde não se verifica), a montagem de barreiras acústicas, a reabilitação da drenagem e do piso, a renovação da iluminação pública e da sinalética e a diminuição da velocidade, de 80 para 60 quilómetros/hora.

Orçadas em 12 milhões de euros, as obras devem iniciar-se em junho, durando 11 meses.

O início do processo remonta a meados de dezembro, quando o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, divulgou a intenção de remodelar esta via que liga a zona oriental da cidade à ocidental, através de alterações no tráfego e de intervenções na iluminação e renovação do separador central.

Dias depois, Manuel Salgado apresentou uma proposta para investir de 10 milhões de euros na Segunda Circular até 2018, contemplando também a colocação de radares para controlo da velocidade de circulação.

Apesar de constar da ordem de trabalhos da última reunião camarária de 2015, a apreciação da proposta foi adiada, com os partidos da oposição (PSD, PCP e CDS-PP) a solicitaram mais tempo para analisar o projeto e para ouvir a população.

Por isso, a autarquia colocou, a 23 de dezembro, o projeto em consulta pública no seu 'site', que contou com 250 pronúncias até ao dia 15 de janeiro, prazo que foi depois alargado até hoje.

No início deste mês de janeiro, começaram as críticas. Algumas delas partiram do ex-vereador da Mobilidade da Câmara de Lisboa Fernando Nunes da Silva, que afirmou que a requalificação proposta pela autarquia se trata de "uma operação de cosmética" para disfarçar "o caos" do trânsito.

Algumas entidades como o Automóvel Club de Portugal (ACP), a Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL), o Partido da Terra (MPT), ou a Associação dos Pilotos Portugueses de Linha Aérea (APPLA) também se manifestaram contra o projeto.

Entretanto, os vereadores do PSD e CDS-PP na Câmara de Lisboa informaram que vão votar contra o projeto caso não haja alterações, por considerarem que é feito "à pressa" e terá impactos na circulação automóvel.

Já organismos representativos dos engenheiros, arquitetos e paisagistas ouvidos pela Lusa defenderam que o projeto é uma boa solução porque incide sobre uma via "desurbanizada" a necessitar de intervenção.

Face às críticas, Fernando Medina assegurou em meados deste mês que há mais vozes favoráveis do que contra a intervenção.

O tema foi já debatido várias vezes, estando agendado para segunda-feira um debate alargado na Assembleia Municipal de Lisboa.

Lusa

  • Prevenção Rodoviária alerta para riscos das obras na 2ª Circular
    2:43

    País

    O presidente da Prevenção Rodoviária Portuguesa teme que as obras na 2ª Circular, em Lisboa, aumentem o número de mortos e feridos em caso de acidente, porque o lancil do separador é demasiado baixo. Críticas ouvidas durante um debate organizado pela Ordem dos Engenheiros, onde o vereador do urbanismo admitiu fazer alterações ao projecto.

  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Os filhos do divórcio
    20:50
  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • A SIC foi dar uma volta de bicicleta

    País

    Há 90 anos, cerca de 40 ciclistas partiam do Marquês de Pombal, em Lisboa, para a primeira etapa da 1.ª Volta a Portugal de Bicicleta. Hoje, um grupo de investigadores repete o percurso, até Setúbal, dando início a uma viagem que pretende incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia. Um jornalista da SIC segue no pelotão e pode acompanhar a viagem em direto no Facebook da SIC Notícias.

    SIC

  • Avião divergiu para as Lajes devido a discussão a bordo

    País

    Um avião da companhia aérea British Airways divergiu hoje para o aeroporto das Lajes, na ilha Terceira, nos Açores, devido a uma discussão a bordo entre um casal de passageiros e a tripulação, informou hoje a Força Aérea Portuguesa.

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e, a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.