sicnot

Perfil

País

GNR registou mais de 2300 crimes ligados à internet em 2015

A GNR registou mais de 2300 crimes, associados à internet, em 2015, sendo as principais denúncias as burlas relacionadas com informática, comunicações e fraude bancária, segundo dados divulgados à agência Lusa.

Os dados foram divulgados por ocasião do Dia Europeu da Internet Segura, que se comemora todos os anos em fevereiro. (Arquivo)

Os dados foram divulgados por ocasião do Dia Europeu da Internet Segura, que se comemora todos os anos em fevereiro. (Arquivo)

Damian Dovarganes / AP

No âmbito do cibercrime, a GNR registou, em 2015, 1.360 crimes de burla informática e nas comunicações, e 706 de burla com fraude bancária.

Além destes crimes ligados à internet, aquela força de segurança recebeu ainda 190 denúncias relacionadas com a devassa da vida privada e violação de segredo, 120 de devassa da vida privada, por meio informático, e 11 de acesso indevido ou ilegítimo.

Os dados foram divulgados por ocasião do Dia Europeu da Internet Segura, que se comemora todos os anos em fevereiro.

Para assinalar a data, a GNR e a Microsoft Portugal promovem, na terça-feira, centenas de sessões, em todo o país, para alertar sobre os perigos do mundo 'online' e formas seguras de navegação na internet, numa ação que vai envolver cerca de 200 escolas, 75.000 crianças e jovens e 600 pais e encarregados de educação.

Pela primeira vez, a ação vai também incluir a população sénior, num total de 300 pessoas.

A sessão principal vai decorrer na Escola da Guarda, em Queluz, através da realização de uma aula interativa sobre segurança 'online', para 360 alunos do primeiro, segundo e terceiro ciclos de escolas dos concelhos de Sintra e Lisboa, além de 120 seniores.

Lusa

  • Caravana com cinzas de Fidel chega este sábado a Santiago de Cuba
    2:01
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.