sicnot

Perfil

País

Acusados de agressão a adeptos do Sporting conhecem sentença

O Tribunal de Guimarães profere hoje a sentença de dois homens acusados de agredirem, com socos, pontapés e facadas, quatro adeptos do Sporting, no final de um jogo de futebol, em novembro de 2014, naquela cidade.

Um dos arguidos, atualmente com 21 anos, está acusado de um crime de homicídio qualificado, na forma tentada, por ter esfaqueado uma das vítimas no tórax, uma zona do corpo que, como sublinha a acusação do Ministério Público (MP), "aloja órgãos vitais". O mesmo arguido responde ainda por três crimes de ofensa à integridade física qualificada e por um crime de detenção de arma proibida.

No mesmo processo, é também arguido um jovem de 19 anos, acusado de quatro crimes de ofensa à integridade física qualificada.

Os factos remontam à noite de 01 de novembro, no final do jogo de futebol entre o Vitória de Guimarães e o Sporting, para a nona jornada da I Liga, que a equipa minhota venceu por três bolas a zero.

De acordo com a acusação, quatro adeptos do Sporting, oriundos de Mirandela e trajando adereços alusivos ao clube de Alvalade, foram abordados, na rua, pelos dois arguidos, que envergavam bonés e casacos alusivos ao Vitória de Guimarães e que estavam acompanhados por mais "6 a 7" pessoas, que as autoridades não conseguiram identificar.

Os ofendidos foram agredidos com socos e pontapés, mas dois conseguiram entretanto fugir do local, enquanto os outros dois ficaram "cercados" pelos agressores.

Um dos arguidos sacou de uma navalha de 8,50 centímetros, de abertura automática mediante mecanismo de mola, e deu uma navalhada no tórax a um dos ofendidos e duas numa omoplata a outro.

Mesmo depois de os ofendidos estarem no chão a sangrar, os arguidos "continuaram a dar-lhes socos e pontapés", só abandonando o local após terem sido avisados de que a polícia estava a chegar.

A acusação de homicídio qualificado, na forma tentada, refere-se ao caso do adepto que foi esfaqueado no tórax, já que se trata de uma zona do corpo "que aloja órgãos vitais".

O arguido "previu que poderia matar, resultado com o qual se conformou e quis", refere a acusação, sublinhando que a navalha utilizada era "um meio especialmente idóneo" para provocar lesões graves.

O MP sublinhou que os arguidos agiram "de forma inesperada, sem qualquer provocação e impulsionados por motivo fútil", traduzido "na mera disputa clubística".

O arguido acusado de desferir as navalhadas está a aguardar julgamento em prisão domiciliária, com vigilância eletrónica, mas antes esteve em prisão preventiva.

Lusa

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.