sicnot

Perfil

País

Parlamento vai ouvir autarquias e veterinários para acabar com abates em canis

O grupo de trabalho parlamentar criado para deliberar sobre duas propostas que pretendem acabar com o abate de animais em canis municipais decidiu esta quarta-feira ouvir os municípios, as freguesias e os veterinários, entre outras entidades, nomeadamente associações de animais.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Mariana Bazo / Reuters

Entre as entidades que o Parlamento quer ouvir estão a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), a Associação Nacional de freguesias (Anafre), a Ordem dos Médicos Veterinários, a Associação Nacional de Veterinários Municipais e a Direção Geral de Veterinária.

Os deputados pretendem também ouvir a PSP, a GNR, a Autoridade Nacional de Proteção Civil, diversas associações de defesa dos animais e também criadores de animais, nomeadamente de raças caninas portuguesas.

Em causa estão dois projetos de lei, um proposto pelo PAN a partir de uma iniciativa de uma plataforma de cidadãos e outro do PCP.

A iniciativa legislativa de cidadãos, apoiada pelo partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN), pretende acabar com os abates nos canis de animais de companhia, estando associadas medidas como a regulamentação da criação de animais e a sua comercialização.

Entre outras medidas, defende a promoção da adoção de animais e campanhas de esterilização.

A proposta de projeto de lei do Partido Comunista Português (PCP) pretende aprovar "medidas para a criação de uma rede de centros de recolha oficial de animais e para a modernização dos serviços municipais de veterinária".

As propostas foram aprovadas a 11 de dezembro no parlamento e baixaram à Comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação, estando em trabalhos de especialidade até meados de março, após o que deverão voltar à discussão e votação na generalidade.

Lusa

  • Associação alemã vem a Portugal buscar animais para adoção
    2:57

    País

    Há três anos que uma associação de proteção animal da Alemanha vai a Torre de Moncorvo buscar cães abandonados para serem enviados para adoção nesse país. A associação alemã foi alertada para a situação de abandono e já salvou mais de 100 animais do abate. Os animais têm de estar vacinados e identificados para viajar para a Alemanha e o canil de Moncorvo exige termo de responsabilidade que garanta adoção.

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

    Em desenvolvimento

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.