sicnot

Perfil

País

Queda de carro à ria em Aveiro faz um morto

Um homem foi retirado já sem vida do interior de um automóvel que caiu esta quarta-feira à ria de Aveiro, na zona de S. Jacinto, disse à Lusa o capitão do porto de Aveiro, Luciano Oliveira.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

Segundo o responsável, o corpo do homem foi retirado cerca das 18:30 do interior da viatura, por mergulhadores dos Bombeiros Novos de Aveiro.

O comandante Luciano Oliveira referiu ainda que o homem era o único ocupante da viatura, que ainda se encontra dentro de água.

O cadáver foi transportado para o Gabinete Médico-Legal de Aveiro.

O veículo caiu à água quando circulava na Estrada Nacional (EN) 327, que liga a praia da Torreira a S. Jacinto.

O alerta foi dado cerca das 16:45, através de um telefonema para a Polícia Marítima por um popular a dar conta da queda de uma viatura à ria, perto do parque de campismo de S. Jacinto.

Ao local acorreram os Bombeiros Novos de Aveiro, com uma equipa de mergulhadores, além de elementos da Polícia Marítima, da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital de Aveiro e da GNR.

Lusa

  • Grafitter morre após cair do telhado da estação de Sete Rios
    0:57

    País

    Um grafitter morreu no sábado na estação intermodal de Sete Rios, em Lisboa. O jovem caiu de uma altura de seis metros, enquanto fazia um grafitti. As autoridades terão sido alertadas por um amigo, mas quando o INEM chegou o jovem de 21 anos já estava morto.

  • Incêndio em empresa na Anadia não teve origem criminosa
    2:01

    País

    O incêndio de sábado numa fábrica de capacetes em Anadia causou estragos de perto de um milhão de euros. A empresa vai retomar a laboração já esta segunda-feira, mas só daqui a um mês é que deverá estar a trabalhar em pleno. As autoridades afastaram a possibilidade de origem criminosa, apesar das peritagens ainda não terem revelado a causa do incêndio.

  • Vigília à porta da Autoeuropa contra novo horário
    1:13

    País

    Alguns trabalhadores da Autoeuropa fizeram este domingo uma vigília junto à fábrica, contra a imposição do novo horário de trabalho, que começa em fevereiro. Os trabalhadores estão contra essa obrigatoriedade e dizem que é ilegal porque não cumpre as 35 horas de descanso entre turnos.

  • Catarina Martins e os "fantasmas da direita passada"
    1:14

    País

    Catarina Martins diz que os fantasmas da direita estão de volta e referiu-se aos comentários feitos esta semana por Paulo Portas e Cavaco Silva. Este domingo, em Fafe, a líder do Bloco de Esquerda disse ainda que está preocupada com o esquecimento do interior e a necessidade de travar o eucalipto.