sicnot

Perfil

País

Passos garante que está preparado para voltar a ser primeiro-ministro

Pedro Passos Coelho diz que não está ansioso por eleições, mas garante que está preparado para voltar a ser primeiro-ministro. O líder do PSD apresenta esta quinta-feira a recandidatura à presidência do partido.

Agora que está na oposição, Passos Coelho garante que não vai mudar de rumo e elege como prioridades o combate às desigualdades sociais, a demografia e a defesa de um país mais competitivo.

Agora que está na oposição, Passos Coelho garante que não vai mudar de rumo e elege como prioridades o combate às desigualdades sociais, a demografia e a defesa de um país mais competitivo.

MIGUEL A. LOPES / LUSA

Hoje, numa conversa informal com jornalistas, Passos rejeitou que tivesse abandonado a matriz social democrata durante os anos em que liderou o Governo. Diz que foi, e continuará a ser social-democrata, e sublinha que mesmo as medidas de austeridade que tomou respeitaram a identidade do PSD.

Agora que está na oposição, Passos Coelho garante que não vai mudar de rumo e elege como prioridades o combate às desigualdades sociais, a demografia e a defesa de um país mais competitivo.

Sobre o Executivo socialista, Passos diz não concordar com este programa de governo, nem com as prioridades da nova maioria, mas promete fazer uma oposição construtiva e sem uma visão derrotista.