sicnot

Perfil

País

Número de pessoas com pulseira eletrónica atinge recorde em 2015

O número de pessoas com pulseira eletrónica em Portugal está a aumentar, 2015 foi um ano recorde, com mais de mil pessoas a usarem o dispositivo. De acordo com a Direção de Serviços de Vigilância Eletrónica, 90% dos vigiados são homens e mais de metade dos utilizadores estão acusados de agressões a mulheres.

De acordo com a Direção de Serviços de Vigilância Eletrónica, 90% dos vigiados são homens.

De acordo com a Direção de Serviços de Vigilância Eletrónica, 90% dos vigiados são homens.

SIC/ Arquivo

O recurso à medida, que existe em Portugal há 14 anos, aumentou 23%, em relação ao ano anterior. Apenas 4% dos casos acabam absolvidos.

O número de pessoas vigiadas continua, assim, a aumentar com 1130 novos casos em 2015. Segundo a informação publicada no Jornal de Notícias, mais de metade eram agressores de mulheres.

Seguem-se as infrações rodoviárias, nomeadamente casos de indivíduos a cumprir penas ou com uma medida de coação por não estarem habilitados para a condução, ou por terem sido apanhados com uma taxa elevada de álcool ao volante.

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28