sicnot

Perfil

País

Doentes prioritários esperam mais de 2 anos por consulta de especialidade

Há doentes muito prioritários a esperarem mais de dois anos por uma consulta de especialidade, no Serviço Nacional de Saúde.

LUSA

No Hospital Garcia de Orta, em Almada, um doente muito grave encaminhado para a consulta de Hematologia tem de esperar 824 dias para ser atendido, ou seja, dois anos e três meses de espera.

Nota (14:30 11.02.2016): o Hospital Garcia de Orta esclareceu entretanto que o tempo de espera não é de quase dois anos e meio que constam no portal devido a um erro informático que está a ser resolvido.

Os tempos de espera por uma consulta de especialidade nos hospitais estão disponíveis no Portal do SNS.

As consultas de Oftalmologia são das que têm tempos de espera mais longos, em vários hospitais.

No hospital do Barreiro, um doente muito prioritário tem de aguardar 525 dias, cerca de um ano e meio. As primeiras consultas de especialidade são marcadas pelo médico de família no centro de saúde.

O Ministério da Saúde define que o prazo para a realização de uma consulta deve ser, no máximo, 30 dias.

  • Rui Vitória não espera facilidades frente ao Tondela
    1:34

    Desporto

    O líder do campeonato, o Benfica, recebe este domingo o último classificado, o Tondela. Na conferência de antevisão do encontro, Rui Vitória afirmou que não espera facilidades. O treinador do Benfica falou ainda de Sebastian Coates.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.