sicnot

Perfil

País

José Veiga pode ficar um ano em prisão preventiva

José Veiga pode ficar um ano em prisão preventiva

José Veiga, o antigo empresário de futebol, pode passar até um ano em prisão preventiva à espera da acusação. Um prazo alargado, uma vez que o processo foi declarado de especial complexidade.

  • José Veiga em prisão preventiva e Paulo Santana Lopes em domiciliária

    País

    José Veiga vai ficar em prisão preventiva e Paulo Santana Lopes em prisão domiciliária, sem pulseira electrónica até pagar uma caução. As medidas de coação anunciadas pelo juiz Carlos Alexandre foram decididas cinco dias depois das detenções no processo Rota do Atlântico e depois da maratona de interrogatórios que começaram na quinta-feira passada.

  • Veiga em prisão preventiva no processo Rota do Atlântico
    3:29

    País

    José Veiga vai ficar em prisão preventiva. Paulo Santana Lopes fica em prisão domiciliária até pagar uma caução no valor de um milhão de euros. A decisão do juiz Carlos Alexandre foi conhecida já esta noite, cinco dias após as detenções no âmbito do processo Rota do Atlântico. A outra arguida, a advogada Maria Jesus Barbosa saiu em liberdade com proibição de contactos com os arguidos, testemunhas e suspeitos do processo.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.