sicnot

Perfil

País

Vinte arguidos e 750 mil comprimidos apreendidos em investigação da PJ

Vinte pessoas foram constituídas na sequência de uma investigação da Polícia Judiciária (PJ) que levou ao fecho de atividade de seis redes de fabrico e comercialização de esteróides anabolizantes, informou hoje a PJ.

Em comunicado, a PJ anuncia ainda que a operação "Underground Pharma" resultou ainda na apreensão de 750.000 comprimidos e 50.000 ampolas daqueles produtos que estavam prontos a entrar no mercado, além de máquinas de produção de comprimidos, de etiquetagem e de embalagem.

Foi também apreendida matéria-prima para produção dos medicamentos, testosterona, óleos e excipientes, além de frascos de vidro e plástico, cartonagens, bulas, hologramas, fórmulas de fabricação, assim como medicamentos contrafeitos adquiridos em mercado paralelo.

No âmbito de um inquérito dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, a Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) da PJ Ministério Público - DIAP de Lisboa, finalizou e remeteu, com proposta de acusação por corrupção de substâncias medicinais e tráfico de substâncias proibidas, um inquérito cuja investigação se iniciou em 2012, lê-se no comunicado.

Segundo a PJ, tratava-se de redes com estreitas ligações em Espanha, pelo que a investigação foi desenvolvida em articulação e cooperação com as autoridades espanholas, através da Guardia Civil.

Na sequência da cooperação com as autoridades espanholas, foi desencadeada em Espanha a operação Escudo, no âmbito da qual foram efetuadas cinquenta e cinco detenções.

Além das autoridades espanholas, a investigação contou ainda com a colaboração da Autoridade Nacional do Medicamento (INFARMED) e da Autoridade Anti-Dopagem de Portugal (ADOP).

Lusa

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • Sociedade de Pneumologia recomenda cuidados com calor e incêndios

    País

    A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) alertou esta quarta-feira para os riscos respiratórios decorrentes dos incêndios e temperaturas elevadas, sobretudo para quem sofre de doenças crónicas, propondo medidas preventivas e recordando o aumento de mortalidade associado ao calor.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14
  • Mulher vive sozinha numa ilha há 40 anos

    Mundo

    Zoe Lucas é a única pessoa a viver numa ilha canadiana, no norte do Atlântico. Nas últimas quatro décadas, a mulher de 67 tem partilhado a ilha Sable com cerca de 400 cavalos selvagens e 350 espécies de pássaros.