sicnot

Perfil

País

Primeiro debate quinzenal desde apresentação do OE2016

O PS abre na sexta-feira o debate quinzenal no parlamento com o primeiro-ministro, que deverá ficar marcado pelo Orçamento do Estado e pelas decisões sobre a TAP, sendo seguido de debate de preparação do Conselho Europeu.

A primeira intervenção no debate quinzenal de sexta-feira será do PS que escolheu como tema "questões económicas e sociais".

A primeira intervenção no debate quinzenal de sexta-feira será do PS que escolheu como tema "questões económicas e sociais".

ANTÓNIO COTRIM

O 'duplo' debate é o primeiro desde a apresentação pelo Governo da proposta do Orçamento do Estado para 2016 na Assembleia da República e a Bruxelas e desde que o executivo alcançou um acordo para ficar com 50% da TAP.

A primeira intervenção será do PS que escolheu como tema "questões económicas e sociais", seguindo pelos sociais-democratas que falarão sobre "questões políticas, económicas e sociais". Tanto os socialistas como o PSD terão nove minutos para intervir, com o primeiro-ministro, António Costa, a dispor de tempo igual para responder às questões colocadas.

O BE será o terceiro partido a falar sobre "políticas sociais, economia e relações internacionais", tendo sete minutos para a sua intervenção.

O CDS-PP terá seis minutos e meio para a intervenção, tendo apontado como tema "políticas sociais, económicas e financeiras", enquanto o PCP, que poderá falar durante seis minutos, centrará a sua intervenção nas "questões económicas e sociais".

As duas últimas intervenções do debate quinzenal serão do partido ecologista Os Verdes, sobre "questões sociais, ambientais e económicas" (três minutos), e do PAN - Pessoas, Animais, Natureza (um minuto e meio).

Depois da conclusão do debate com o primeiro-ministro, que apenas se voltará a realizar na segunda quinzena de março, após a votação final global do Orçamento do Estado para 2016 agendada para 16 de março, seguir-se-á o debate de preparação do Conselho Europeu da próxima semana.

O último debate quinzenal aconteceu a 29 de janeiro, no rescaldo das eleições presidenciais, mas foi o Orçamento do Estado que acabou por marcar a discussão, quando ainda não havia 'luz verde' de Bruxelas ao esboço apresentado pelo Governo.

Lusa

  • Carro do suspeito de rapto de Maelys fotografado por radar a alta velocidade
    1:16

    Mundo

    Praticamente um mês depois do desaparecimento de Maelys de Araújo, as autoridades francesas continuam a fazer buscas para tentar encontrar a menina lusodescendetnte de 9 anos. Entretanto, um jornal francês revelou que o carro do homem suspeito de rapto terá sido fotografado, por um radar, a alta velocidade na noite do desparecimento.

  • 950 militares cercam a Rocinha, no Rio de Janeiro
    2:36
  • Terra volta a termer no México

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6,2, na escala de Richter, foi registado às 05h30, hora local, 23h30, em Lisboa. Até ao momento não há registo de vítimas ou danos materiais.

  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04

    Mundo

    O Presidente francês volta hoje a ser alvo de manifestações contra a reforma laboral. Os protestos foram organizados por Jean Luc Melenchon, o candidato da extrema-esquerda que concorreu contra Macron.

  • Icebergue com 5.800 quilómetros quadrados está a deslocar-se na Antártida

    Mundo

    Um icebergue gigante está a deslocar-se na Antártida em direção ao mar de Weddell segundo as imagens de satélite reveladas. Trata-se do A68, um icebergue quatro vezes maior que a cidade de Londres. Com cerca de 5.800 quilómetros quadrados e triliões de toneladas, A68 é um dos maiores icebergues conhecidos.