sicnot

Perfil

País

Câmara de Gaia alerta para possibilidade de cheias do Douro

A Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia alertou esta sexta-feira para a "possibilidade de subida das águas do Douro até [ao] limite das estradas marginais", estando, neste momento, os níveis do rio estabilizados, segundo a autoridade marítima.

(Arquivo)

(Arquivo)

EPA

Numa nota publicada na sua página, a autarquia remeteu para o aviso da Autoridade Nacional de Proteção Civil que alertou para a possibilidade de "inundações rápidas em zonas historicamente vulneráveis, mais prováveis nas bacias dos rios Minho, Lima, Cávado, Ave, Vouga, Douro e Mondego".

Do lado do Porto, a Câmara Municipal publicou um texto na sua página, realçando que a Proteção Civil Municipal se encontra "a acompanhar o agravamento do estado do tempo na cidade do Porto, mas, de momento, não existe qualquer previsão de que a situação ocorrida no último mês de janeiro se possa vir a repetir".

Contactado pela Lusa, fonte do Centro de Previsão e Prevenção de Cheias referiu que o caudal da barragem de Crestuma já é elevado e que o Postigo do Carvão, nível de referência na ribeira do Porto, "já tem cerca de meio metro de água".

A mesma fonte assegurou que a tendência é que o rio se mantenha nos níveis atuais, mas referiu que haverá efeitos imprevisíveis a partir das 21:00 com o agravamento do volume de chuva.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) atualizou os alertas para o fim de semana e colocou sete distritos em aviso laranja hoje por causa das chuvas fortes e da agitação marítima.

De acordo com a informação disponibilizada pelo IPMA, os distritos do Porto, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Aveiro, Coimbra e Braga estão sob aviso laranja.

Lusa

  • Presidente da IPSS "O Sonho" garante que vai demitir-se
    0:57

    País

    A PJ de Setúbal fez esta sexta-feira buscas em três instituições de solidariedade social e em casas particulares ligadas à IPSS "O Sonho", por suspeitas de peculato de uso, fraude na obtenção de subsídios e falsificação de documentos. O presidente da associação nega as suspeitas e diz que está de "consciência tranquila". Florival Cardoso, que é o principal visado na investigação, fala sobre uma "caça às bruxas" e garante que vai demitir-se, porque considera que está a ser cometida uma "enorme injustiça".

  • "Situação humanitária dos civis em Ghouta é aterradora"
    0:49

    Mundo

    O enviado especial da ONU para a Síria lançou esta sexta-feira um novo apelo a um cessar-fogo. O responsável está particularmente preocupado com a situação da população civil e diz que é preciso evitar que se repita em Ghouta o que se passou em Alepo.

  • Instantes de uma noite de futebol europeu
    0:41
  • Não dá mais, Brasil!
    18:00