sicnot

Perfil

País

Prisão preventiva para quatro suspeitos de tráfico de droga em Vila Nova de Milfontes

Quatro dos seis suspeitos de tráfico de droga detidos na quinta-feira em Vila Nova de Milfontes, concelho de Odemira, distrito de Beja, vão aguardar julgamento em prisão preventiva, disse hoje à agência Lusa fonte da GNR.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Steve Dipaola / Reuters

Segundo a mesma fonte, os seis homens foram submetidos na sexta-feira e hoje a primeiro interrogatório judicial na Instância Local de Odemira do Tribunal da Comarca de Beja, que decretou a quatro deles a medida de coação mais grave, ficando três a aguardar julgamento no Estabelecimento Prisional de Beja e outro no Estabelecimento Prisional de Silves.

Os outros dois suspeitos ficaram sujeitos a apresentações bissemanais como medida de coação.

Segundo o Comando Territorial de Beja da GNR, os suspeitos, cinco portugueses e um estrangeiro, com idades entre os 21 e os 33 anos, foram detidos na sequência de sete buscas domiciliárias, no âmbito de uma operação de combate ao tráfico e consumo de estupefacientes.

Nas buscas foi aprendida droga, nomeadamente 57 doses individuais de ecstasy, 76 de cocaína, 302 de haxixe, 40 de canábis e 285 sementes deste tipo de estupefaciente.

Foram também apreendidas três armas de fogo e várias munições, três armas brancas e quatro petardos, 20 telemóveis e 2.801 euros em numerário e vários objetos conotados e utilizados no tráfico, assim como uma viatura de alta cilindrada.

Também foram apreendidos, artigos normalmente utilizados em ações criminosas violentas tais como gorros e sinalizadores luminosos laser.

A operação foi desenvolvida pelo Comando Territorial de Beja da GNR, através das valências de investigação criminal, territorial e intervenção, reforçada por militares da Unidade de Intervenção da Guarda Nacional Republica.

A investigação deste caso já decorria há cerca de três meses.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.