sicnot

Perfil

País

Sobem para 27 os deslocados de acampamento cigano inundado em Valença

O número de pessoas obrigadas hoje a sair de um acampamento cigano de Valença, na sequência de inundação provocada pelo caudal do rio Minho, subiu para 27, disse à agência Lusa fonte da proteção civil.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo, as 27 pessoas foram deslocadas para um salão da Junta de Freguesia de Valença.

Inicialmente tratava-se de um grupo de 20 pessoas, a quem, numa primeira fase, a Câmara local disponibilizou duas habitações no concelho.

"Posteriormente, apareceram mais sete pessoas do mesmo acampamento e a autarquia decidiu deslocá-las para o salão da Junta de Freguesia de Valença", explicou a fonte do CDOS de Viana do Castelo.

O acampamento, situado junto ao cais, por baixo da ponte Eiffel de Valença, foi inundado cerca das 10:00 com a subida das águas do rio Minho.

Ainda de acordo com a fonte do CDOS, a situação encontra-se "estável" nos concelhos de Ponte de Lima e Ponte da Barca, afetados pela subida do caudal do rio Lima, na sequência da chuva intensa que se faz sentir na região e das descargas das barragens do Touvedo e Alto Lindoso.

Lusa

  • "Ataque terrorista" no centro de Barcelona

    Ataque em Barcelona

    Uma carrinha atropelou várias pessoas esta tarde em Barcelona, Espanha, na área turística de Las Ramblas. A polícia confirma oficialmente um morto e 32 feridos, mas outras fontes asseguram a existência de várias vítimas mortais. As autoridades falam de um "ataque terrorista" e revelaram a foto do suspeito.

    Direto

    SIC

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19