sicnot

Perfil

País

Morte de jovem no São José continua a ser investigada

Dois meses após a morte de um jovem no São José, este hospital tem nova administração, mudou a assistência a doentes com aneurisma vascular cerebral em Lisboa e estão em curso várias investigações à alegada falta de assistência especializada.

Pouco mais de um mês após assumir as funções de ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes foi chamado a pronunciar-se e a agir no seguimento de notícias sobre a morte de um jovem, na madrugada de 14 de dezembro, por alegada falta de assistência especializada no Hospital de São José.

Esta morte trouxe a lume a falta de prevenção aos fins de semana da neurocirurgia-vascular e da neurorradiologia no Centro Hospitalar de Lisboa Central (CHLC), ao qual pertence o Hospital de São José, onde o jovem com um aneurisma roto acabou por falecer.

Na sequência desta morte, demitiram-se os presidentes do CHLC e da Administração Regional da Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, entretanto já substituídos por Ana Escoval e Rosa Matos Zorrinho, respetivamente.

O presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar de Lisboa Norte (CHLN), Carlos Martins, colocou, entretanto, o lugar à disposição.

Foi anunciada a realização de um inquérito interno no Hospital São José, o caso está a ser avaliado pela Inspeção Geral das Atividades em Saúde (IGAS) e também pelo Ministério Público.

Também a família do jovem apresentou, a 21 de janeiro, uma queixa-crime "contra todos os envolvidos na cadeia de decisão, incluindo a nível ministerial".

Na sequência deste caso, o Ministério da Saúde anunciou que os quatro grandes centros hospitalares da Área Metropolitana de Lisboa passam a assegurar, ao fim de semana, as urgências de aneurismas e AVC através de escalas rotativas.

Durante a semana, as equipas serão fixas em cada centro hospitalar e, ao fim de semana, as equipas funcionarão rotativamente entre os Centros Hospitalares de Lisboa Norte (CHLN), Lisboa Central (CHLC), Lisboa Ocidental (CHLO) e Garcia de Orta (HGO).

Os profissionais terão um pagamento base de prevenção. Se forem chamados deixam de receber o valor de prevenção e pagam a ser pagos por ato, para toda a equipa, ou seja, por produção adicional realizada no âmbito do Sistema Integrado de Gestão de Inscritos para Cirurgia (SIGIC).

Lusa

  • SIC faz-se à estrada para ouvir eleitores
    2:13
  • Furacão Maria ameaça Ilhas Virgens e Porto Rico

    Mundo

    O furacão Maria "potencialmente catastrófico" está a ameaçar as Ilhas Virgens e o Porto Rico, depois de esta terça-feira ter semeado a destruição na Dominica e provocado um morto e dois desaparecidos na ilha francesa de Guadalupe.

  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.

  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC