sicnot

Perfil

País

Polícia Marítima retira seis pessoas da zona do Farol da Nazaré

Seis pessoas foram esta tarde retiradas pela Polícia Martítima da zona do Forte de S. Miguel, na Nazaré, onde ficaram retidas devido à ocorrência de ventos com mais de 100 quilómetros por hora, informou a capitania do Porto local.

(Lusa/ Arquivo)

(Lusa/ Arquivo)

PAULO NOVAIS

"O trânsito está cortado mas as pessoas desceram a encosta a pé, até ao Forte de S. Miguel onde foram surpreendidas com ventos muito fortes e não conseguiram fazer o caminho de volta necessitando de ser resgatadas", disse à agência Lusa o comandante da Capitania da Nazaré, Gomes Agostinho.

As seis pessoas resgatadas pela Polícia Marítima têm "na maioria entre os 20 e os 30 anos, mas entre elas havia também um homem com cerca de 60 anos, que pretendia tirar uma 'selfie' (fotografia) e já não conseguiu passar do meio da encosta".

No local, onde o trânsito foi cortado para "evitar situações de perigo" sopram, segundo Gomes Agostinho, ventos "superiores a 100 quilómetros hora".

Apesar das condições "bastante adversas, há imensas pessoas a tentar chegar ao Farol, numa romaria que está a congestionar o trânsito nos acessos ao Sítio, numa atitude de grande risco para as pessoas que insistem em querer ver as ondas", lamentou o capitão do Porto.

As seis pessoas retiradas pela Polícia Marítima da estrada de acesso ao farol não sofreram quaisquer ferimentos.

Na vila a marginal junto à praia está encerrada ao trânsito e a barra encontra-se encerrada desde hoje de manhã.

Lusa

  • Windsurfer desafia ondas gigantes da Nazaré
    1:17

    Desporto

    Jason Polakow, praticante de windsurf em ondas grandes, esteve na Nazaré e surfou uma onda de 13 metros na Praia do Norte. O australiano, quer voltar para estabelecer um recorde mundial, e conta com a ajuda da equipa de resgate de Garrett McNamara.

  • A menina síria que relata a guerra no Twitter está bem, diz o pai

    Mundo

    Bana Alabed, a menina síria de 7 anos que conta no Twitter a luta pela sobrevivência e os horrores da guerra em Alepo, teve de abandonar a sua casa que foi bombardeada mas está bem, disse hoje o seu pai à Agência France Press. A conta esteve fechada desde domingo, mas foi entretanto reativada e tem hoje uma nova publicação de Bana.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.