sicnot

Perfil

País

Associação Portuguesa de Mulheres Juristas desagradada com juíza Joana Ferrer

A Associação Portuguesa de Mulheres Juristas emitiu hoje um comunicado de forma a demonstrar publicamente o desagrado com o comportamento da juíza que preside o processo em que Manuel Maria Carrilho é acusado de violência doméstica.

Bárbara Guimarães afirmou ao Tribunal Criminal de Lisboa que o ex-marido, Manuel Maria Carilho, "virava um monstro".

Bárbara Guimarães afirmou ao Tribunal Criminal de Lisboa que o ex-marido, Manuel Maria Carilho, "virava um monstro".

SIC

A Associação Portuguesa de Mulheres Juristas mostra-se preocupada com o modo de agir com as vítimas de violência doméstica e com a "persistência de pré-juízos fora do que é permitido pela lei".


Esta foi uma tomada de posição que surgiu depois da juíza Joana Ferrer ter dito em tribunal que "censurava" Barbara Guimarães, ex-mulher de Manuel Maria Carrilho. A apresentadora disse que em tribunal, o medo a impediu de denunciar o caso mais cedo, ao que a juíza respondeu dizendo que "devia ter feito as coisas de outra maneira".


Durante a audiência, Joana Ferrer tratou sempre a assistente apenas por Bárbara, enquanto que a Manuel Maria Carrilho tratou sempre por professor.


A Associação Portuguesa de Mulheres Juristas apela ao respeito por todos os intervenientes processuais.

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.