sicnot

Perfil

País

Autoridades procuram tripulante de barco a remos que tentava recorde no Atântico

Meios marítimos e aéreos tentam localizar um tripulante de um barco a remos que desapareceu a cerca de 2.500 quilómetros a sudoeste de São Miguel, Açores, quando tentava bater o recorde da travessia a remo do Atlântico.

Segundo a Marinha, a embarcação a remos Toby Wallace tinha o objetivo de bater o recorde da travessia a remos do Atlântico, tendo largado das Canárias com destino a Barbados a 28 de janeiro último, com oito tripulantes, mas um deles "está desaparecido no mar".

A embarcação encontrava-se a cerca de 1.343 milhas náuticas, a sudoeste da ilha de São Miguel, quando foi dado o alerta, pelas 00:10 de hoje e a operação está a ser feita, desde a madrugada, em articulação com o Centro de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada (MRCC Delgada), o Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Aéreo das Lajes (RCC Lajes) e o MRCC Falmouth (Inglaterra).

Uma fonte do MRCC de Ponta Delgada adiantou à Lusa que os restantes sete tripulantes encontram-se bem na embarcação e assim que possível serão resgatados.

De acordo com informação disponível no portal da Marinha, o pedido de auxílio foi desencadeado através do MRCC Falmouth, relatando que um dos tripulantes tinha caído à água, sendo de "imediato solicitado o auxílio de um navio mercante, o cargueiro MV Sea Pearl, que se encontrava a navegar a cerca de 127 minhas náuticas de distância".

Foram igualmente ativadas a corveta António Enes, uma aeronave P3 Orion da Força Aérea Portuguesa e uma aeronave Falcon-50 da Marinha Francesa (que se encontrava em Dakar, Senegal), acrescenta a Marinha.

O Falcon da Marinha Francesa já cessou, contudo, as buscas na área "de maior probabilidade de deteção do náufrago", onde se mantém ainda o cargueiro 'MV Sea Pearl' e o P3 Orion da Força Aérea Portuguesa, que já estabeleceram contacto com os sete tripulantes a bordo do Toby Wallace.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28