sicnot

Perfil

País

Casas afetadas por deslizamento em Ponte de Lima sem risco de colapso

As quatro habitações afetadas por um deslizamento de terras em Serdedelo, Ponte de Lima, "não correm risco de colapso" e podem ser reocupadas após limpeza e reparação dos danos, disse hoje à Lusa o comandante dos bombeiros locais.

Google maps

"Foi feita, esta manhã uma avaliação por técnicos da Câmara Municipal e concluiu-se que as quatro habitações não foram afetadas do ponto de vista estrutural, não correndo risco de colapso. Há é muito trabalho de limpeza pela frente para retirar lama, árvores, paus e pedras arrastadas do monte, e para reparação de portas e janelas arrancadas pela enxurrada", afirmou Carlos Lima.

Na sequência do deslizamento de terras, no domingo, 12 pessoas tiveram que pernoitar em casa de familiares.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo, que recebeu o alerta às 21:12 de domingo, o deslizamento de terras, acompanhado de pedras e paus, causou bastantes estragos numa das casas e numa viatura.

Nas outras três casas, os danos foram menores, mas, por precaução, foram evacuadas.

Segundo o comandante dos bombeiros de Ponte de Lima, "a casa mais afetada não está em perigo de colapso, sendo que a zona mais atingida, a do alpendre, foi escorada, ainda no domingo à noite, pela corporação de voluntários".

"Se não chover mais a situação tem tendência para normalizar, permitindo que os habitantes das casas possam iniciar os trabalhos de limpeza, e recuperação dos estragos", disse.

O responsável adiantou que, hoje de manhã, "foi possível perceber, com exatidão, a grandiosidade do deslizamento", acrescentando que os bombeiros, com apoio de máquinas da Câmara e da Junta de Freguesia de Serdedelo "iniciaram os trabalhos de obstrução da via de acesso às quatro habitações para que os moradores possam avaliar os danos".

"Estamos a criar condições para que as pessoas tenham acesso às casas. Ainda há muito trabalho pela frente para remover a lama, os paus, pedras e árvores arrastadas pelo monte abaixo", adiantou.

  • "Este é o elefante na sala sobre a saúde!"
    1:43

    País

    Catarina Martins acusa o Governo de estar alinhado com a direita na promoção de negócios privados na área da saúde. O Bloco de Esquerda quer uma nova lei de bases aprovada até ao final da legislatura e arrancou ontem com um ciclo nacional de sessões públicas para defender o Serviço Nacional de Saúde.

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05