sicnot

Perfil

País

Circulação de comboios afetada nas linhas do Norte e do Vouga

A linha ferroviária do Norte continua submersa em Alfarelos, o que obriga os passageiros a fazer um transbordo entre Pombal e Coimbra, mantendo-se também suprimida a circulação na linha do Vouga, informou a Infraestruturas de Portugal.

Encontram-se também cortadas, devido ao deslizamento de terras, a estrada nacional 222, que liga Vila Nova de Gaia a Almendra (Vila Nova de Foz Coa), entre os quilómetros 96 e 116, junto a Resende, e a estrada nacional a 210, ao quilómetro 48.900, junto a Amarante.

Encontram-se também cortadas, devido ao deslizamento de terras, a estrada nacional 222, que liga Vila Nova de Gaia a Almendra (Vila Nova de Foz Coa), entre os quilómetros 96 e 116, junto a Resende, e a estrada nacional a 210, ao quilómetro 48.900, junto a Amarante.

SIC

Em comunicado, a Infraestruturas de Portugal, que gere a rede rodoviária e ferroviária nacional, revelou que, pelas 12:00, a linha do Norte continuava submersa em Alfarelos, o que obrigava ao transbordo dos passageiros entre Pombal e Coimbra, bem como continuava suprimido o serviço urbano entre Figueira do Foz e Coimbra.

O organismo justificou que o mau tempo que se fez sentir ao longo de todo o fim de semana obrigou à implementação de restrições à circulação.

A circulação de comboios na linha do Vouga mantém-se igualmente suspensa devido à inundação das vias, de acordo com a IP.

A empresa alertou que a reposição da circulação nas estradas e nos carris submersos - troços das linhas do Norte e do Vouga - só será feita após a descida do nível das águas.

De acordo com a IP, nas últimas 24 horas apenas se verificou uma descida de 10 centímetros no nível das águas, pelo que nas restantes linhas afetadas pelas cheias manter-se-ão, por questões de segurança, algumas limitações de velocidade na circulação.

Quanto às vias rodoviárias, encontram-se submersos o IC 3 (Itinerário Complementar da Estremadura e Ribatejo) variante da Portela, com a circulação a fazer-se pelas vias coletoras, estrada nacional 347 em Figueiró do Campo, junto à Figueira da Foz, e a estrada nacional 230-2, junto a Angeja.

Encontram-se também cortadas, devido ao deslizamento de terras, a estrada nacional 222, que liga Vila Nova de Gaia a Almendra (Vila Nova de Foz Coa), entre os quilómetros 96 e 116, junto a Resende, e a estrada nacional a 210, ao quilómetro 48.900, junto a Amarante.

A Infraestruturas de Portugal explicou ainda que o organismo vai continuar a procurar restabelecer todas as interrupções verificadas, adiantando que quanto às vias submersas tem de se aguardar a descida das águas para reposição das condições de circulação.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.