sicnot

Perfil

País

Circulação de comboios suspensa na linha do Vouga devido a inundação das vias

A circulação ferroviária na linha do Vouga, entre Aveiro e Eirol, encontra-se suspensa devido ao mau tempo que assolou o país no domingo, revelou hoje fonte da Infraestruturas de Portugal.

PAULO NOVAIS

De acordo com informação avançada à Lusa por fonte das Infraestruturas de Portugal, que gere a rede rodoviária e ferroviária nacional, a circulação de comboios na linha do Vouga está suspensa devido à inundação das vias.

Igualmente devido à inundação de vias, mantêm-se interrompidos os troços da linha do Norte entre Alfarelos e Taveiro (distrito de Coimbra) e na linha do Vouga, entre Aveiro e Eirol, enquanto a linha da Beira alta, entre Santa Comba Dão e Carregal do Sal, encontra-se suspensa por falta de energia.

Quanto às vias rodoviárias, e de acordo com a Infraestruturas de Portugal, encontram-se submersos o IC 3 (Itinerário Complementar da Estremadura e Ribatejo) variante da Portela, a Estrada Nacional 347 em Figueiró do Campo (freguesia do Concelho de Soure) e a EN 111 que liga a Figueira da Foz a Coimbra, em Adenia.

Também a estrada nacional 222, que liga Vila Nova de Gaia a Almendra (Vila Nova de Foz Coa), está cortada entre os quilómetros 96 e 116, junto a Resende, e a EN 308 em Amares, devido ao deslizamento de terras.

Em declarações à Lusa, Ana Portela, porta-voz da Comboios de Portugal -- CP, explicou que todas as ligações entre Lisboa e Porto estão a sofrer transtornos, dado que a ligação ferroviária entre Pombal e Coimbra está afetada, sendo que os passageiros estão a fazer o transbordo por meio rodoviário.

"Existem ainda limitações de velocidade em alguns troços e muitas perturbações, com a supressão de algumas linhas", sublinhou Ana Portela.

A Infraestruturas de Portugal, que gere a rede rodoviária e ferroviária nacional, avisa que a reposição da circulação nas estradas e nos carris submersos - troços das linhas do Norte e do Vouga - só será feita após a descida do nível das águas.

Após a descida das águas, refere o organismo, serão avaliadas as condições das infraestruturas para que possam ser realizadas as intervenções necessárias para a reativação em segurança.

As equipas de manutenção da IP estão a trabalhar em permanência no sentido de repor as condições de circulação e de segurança aos utilizadores das infraestruturas ferroviárias com a maior brevidade.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.