sicnot

Perfil

País

Governo garante apoio a agricultores afetados pelo mau tempo

O ministro da Agricultura, Capoulas Santos, garantiu hoje, em Bruxelas, que haverá "soluções financeiras" para os agricultores afetados pelo mau tempo, principalmente no Baixo Mondego e Douro, sublinhando que o levantamento dos prejuízos está a ser feito.

Capoulas Santos garante que o teto financeiro é suficientemente amplo para acudir os agricultores afetados pelo meu tempo.

Capoulas Santos garante que o teto financeiro é suficientemente amplo para acudir os agricultores afetados pelo meu tempo.

PAULO NOVAIS

"Aproveitaria para tranquilizar os agricultores do Douro porque dispomos, no quadro da política nacional e dos instrumentos financeiros da política agrícola comum (PAC), de soluções financeiras que permitem, sem encargos adicionais para o Estado português, suavizar e financiar uma grande parte - senão a totalidade - dos prejuízos de que venha a ser informado", disse Luís Capoulas Santos.

O ministro acrescentou que tem estado em contacto com "os diretores regionais das regiões mais atingidas - o Baixo Mondego e o Douro.

"Temos estado a trocar informações pelo telemóvel e constato que, de facto, pelo menos no Baixo Mondego, os problemas são menores", disse.

Na região do Douro, que visitará na terça-feira, os prejuízos são "sobretudo do desmoronamento de muros dos socalcos, alguns dos quais construídos recentemente, outros são muros antigos".

O programa de desenvolvimento rural inclui a medida de reposição do potencial produtivo que permite, com recursos aos meios financeiros da PAC e do Estado português, "mas sem aumento de despesas para o Orçamento do Estado", acudir a situações deste tipo, assegurou.

O teto financeiro é suficientemente amplo para acudir às situações já identificadas, sublinhou o ministro, que hoje se reuniu com os seus homólogos europeus.

Lusa

  • Alianças do PS marcam discursos no Congresso do PS
    2:51
  • Souto de Moura feliz com distinção na Bienal de Arquitetura de Veneza
    1:10
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos. Depois de um curso intensivo de português durante três meses, os jovens vão iniciar o ano letivo em vários pontos do país.