sicnot

Perfil

País

Governo garante apoio a agricultores afetados pelo mau tempo

O ministro da Agricultura, Capoulas Santos, garantiu hoje, em Bruxelas, que haverá "soluções financeiras" para os agricultores afetados pelo mau tempo, principalmente no Baixo Mondego e Douro, sublinhando que o levantamento dos prejuízos está a ser feito.

Capoulas Santos garante que o teto financeiro é suficientemente amplo para acudir os agricultores afetados pelo meu tempo.

Capoulas Santos garante que o teto financeiro é suficientemente amplo para acudir os agricultores afetados pelo meu tempo.

PAULO NOVAIS

"Aproveitaria para tranquilizar os agricultores do Douro porque dispomos, no quadro da política nacional e dos instrumentos financeiros da política agrícola comum (PAC), de soluções financeiras que permitem, sem encargos adicionais para o Estado português, suavizar e financiar uma grande parte - senão a totalidade - dos prejuízos de que venha a ser informado", disse Luís Capoulas Santos.

O ministro acrescentou que tem estado em contacto com "os diretores regionais das regiões mais atingidas - o Baixo Mondego e o Douro.

"Temos estado a trocar informações pelo telemóvel e constato que, de facto, pelo menos no Baixo Mondego, os problemas são menores", disse.

Na região do Douro, que visitará na terça-feira, os prejuízos são "sobretudo do desmoronamento de muros dos socalcos, alguns dos quais construídos recentemente, outros são muros antigos".

O programa de desenvolvimento rural inclui a medida de reposição do potencial produtivo que permite, com recursos aos meios financeiros da PAC e do Estado português, "mas sem aumento de despesas para o Orçamento do Estado", acudir a situações deste tipo, assegurou.

O teto financeiro é suficientemente amplo para acudir às situações já identificadas, sublinhou o ministro, que hoje se reuniu com os seus homólogos europeus.

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras