sicnot

Perfil

País

Mondego em Coimbra ainda "com muita água" e campos inundados

Os caudais do rio Mondego "continuam com muita água" e apesar não se terem registado novas ocorrências, os campos agrícolas permanecem inundados, disse à Lusa a Proteção Civil de Coimbra, por volta das 4:30 de hoje.

PAULO NOVAIS

"Neste momento não temos novas situações. O rio continua com muita água", explicou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra, indicando que os diques do Mondego continuam abertos.

"Os diques estão abertos para a água ir para o campo, para a parte baixa do Mondego", indicou a mesma fonte.

Apesar da estabilização da situação, o caudal do rio ainda não baixou porque está a receber muita água dos afluentes, mas "se parar de chover, a tendência é entrar cada vez menos água no rio Mondego e que baixe o caudal".

A Proteção Civil não faz qualquer previsão sobre quando os diques podem fechar, um processo que é automático e depende da quota de água registada: "Quando a água diminuir, automaticamente serão fechados (...) É [um processo] lento porque é uma bacia muito grande, muito larga, e a água vai ficar retida alguns dias ainda, até ficar totalmente desimpedida".

Enquanto tal não acontece, permanecem inundados os campos agrícolas e as estradas aí localizadas.

"As estradas de campo estão todas cortadas, todas as que estão abaixo das quotas do rio", indicou a fonte do CDOS, lembrando que todas as estradas nacionais estão abertas.

Inicialmente, a Proteção Civil receou que "povoações um pouco mais próximas" destes campos pudessem inundar, mas tal não se tem verificado.

"Neste momento, não temos nenhuma inundação em habitação. Durante o dia foi feito o trabalho todo e agora são feitas vigilâncias, algumas limpezas, mas nada de especial", rematou.

Em Aveiro, a situação melhorou, com o CDOS do distrito a indicar que estão a ser abertas "algumas estradas porque o rio está a baixar bastante".

Cortadas mantêm-se apenas as estradas dos campos agrícolas "que ainda estão inundados", e em zonas como Espinhel e Óis da Ribeira.

Durante a madrugada não foi registada qualquer ocorrência. "Está a estabilizar, até a melhorar", disse o CDOS.

Em Viana do Castelo, a noite está também a ser calma, com o CDOS do distrito a confirmar que não há registo de mais deslizamentos de terras.

No domingo, um deslizamento afetou quatro habitações em Serdedelo, no concelho de Ponte de Lima, obrigando 12 pessoas a pernoitar em casa de familiares.

"A ocorrência fechou, as pessoas foram deslocadas para casas de familiares. Ficou só um perímetro de segurança assegurado pela GNR, a zona está em mau estado. Como não há segurança para trabalhar à noite, a câmara irá verificar os estragos e decidir os trabalhos [de manhã]", explicou fonte do CDOS de Viana do Castelo.

O cenário é também de acalmia no Porto, segundo a Proteção Civil: "Fomos tendo uma ou outra [ocorrência] durante a noite mas nada de especial. Acalmou mesmo muito".

A Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) decidiu manter o alerta amarelo, o terceiro mais grave, até às 08:00 de hoje, altura em que é esperado um desagravamento do estado do tempo.

Devido ao estado do mar, com ondas que podem atingir 14 metros, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou sob 'Aviso Vermelho', os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa até às 12:00 de hoje.

O mau tempo provou cheias, um morto e cortes de estradas e linhas ferroviárias durante o fim de semana.

Os distritos de Coimbra, Aveiro, Porto e Vila Real foram os mais afetados nos últimos dois dias por chuva intensa e vento forte, havendo também o registo de queda de neve na serra da Estrela.

Lusa

  • Militar ferido com gravidade em acidente com Pandur
    1:19

    País

    O acidente em Vila Real que envolveu uma viatura militar fez três feridos. Uma das vítimas ficou em estado grave e teve de ser transportada de helicóptero para o Hospital Santo António do Porto. O militar ficou encarcerado no veículo blindado, o que dificultou os trabalhos de socorro.

  • Sismo abala centro de Itália

    Mundo

    A capital da Itália foi esta manhã sacudida por três sismos em apenas uma hora, de entre 5,3 e 5,7 na escala de Richter, não havendo até ao momento registo de vítimas.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Bebé nasce na Ucrânia com ADN de três pais

    Mundo

    Nasceu a 5 de janeiro, na Ucrânia, uma menina filha de um casal infértil graças à ajuda de uma nova técnica de fertilização in vitro, que conta com a colaboração de uma terceira pessoa. De acordo com o britânico The Times, os médicos utilizaram pela primeira vez um método denominado transferência pronuclear. Esta não é, contudo, a primeira vez que nasce um bebé com ADN de três progenitores.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".