sicnot

Perfil

País

País regressa à normalidade após o mau tempo

O mau tempo começou a aliviar a noite passada, esta manhã a situação está mais calma. O país começa a regressar à normalidade. É tempo para começar a fazer balanços aos estragos, depois da chuva intensa que caiu durante o fim de semana.

Estradas e casa inundadas devido à chuva e à subida das águas do rio Mondego, no Baixo Mondego, Coimbra.

Estradas e casa inundadas devido à chuva e à subida das águas do rio Mondego, no Baixo Mondego, Coimbra.

PAULO NOVAIS/LUSA

"Para já, mantêm-se cortadas duas estradas no município de Coimbra, em Soure e Montemor-o-Velho, devido a inundações, e também a linha ferroviária do norte, também em Coimbra. Em Penacova há também uma estada cortada devido a um desmoronamento. Mas o país está a regressar à normalidade", adiantou à Lusa fonte da Proteção Civil.

De acordo com a mesma fonte, as estradas de acesso ao maciço central da Serra da Estrela mantêm-se fechadas ao trânsito devido ao forte nevão que caiu domingo na região.

O mau tempo que atingiu este fim de semana Portugal continental, sobretudo as regiões Norte e Centro, causou a morte de um ciclista, várias inundações e quedas de árvores, interrupção de ligações ferroviárias e o encerramento de barras marítimas.

O corpo do ciclista, que foi arrastado no sábado pela enxurrada junto ao Rio Vouga, na estrada da Cambeia, Angeja, Albergaria-a-Velha, foi encontrado no domingo à tarde.

Segundo a Proteção Civil, a maioria das situações verificadas no domingo, sobretudo no norte e centro do país, fustigados por chuva intensa e vento forte, prendeu-se com inundações, quedas de árvores e infraestruturas e deslizamentos de terra.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou hoje sete distritos do continente sob Aviso Vermelho, o mais grave de uma escala de quatro, devido a agitação marítima forte.

De acordo com o instituto, os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa estão sob Aviso Vermelho desde as 02:00 e até às 12:00 de hoje devido à previsão de agitação marítima forte, com ondas de noroeste com 7 a 8 metros, podendo atingir os 14 metros.

Estes sete distritos passam depois às 12:00 e até às 18:00 de hoje a Aviso Laranja, o segundo mais grave de uma escala de quatro.

O IPMA colocou também os mesmos distritos sob Aviso Amarelo devido à previsão de vento forte com rajadas da ordem dos 90 quilómetros por hora em especial no litoral e que poderão atingir os 100 quilómetros por hora nas terras altas entre as 02:00 e as 18:00 de hoje.

Já a Marinha Portuguesa fechou hoje dez barras de Portugal continental e condicionou outras duas devido à previsão de agitação marítima forte.

Segundo a Marinha portuguesa, as barras de Caminha, Vila Praia de Âncora, Esposende, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Douro, Aveiro, Figueira da Foz, Nazaré e São Martinho do Porto estão hoje fechadas a toda a navegação devido à agitação marítima.

A Marinha indica também que as barras de Viana do Castelo e Faro estão fechadas a embarcações com calado inferior a 30 e 10 metros, respetivamente.

Com Lusa

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.