sicnot

Perfil

País

Ex-presidente do INEM rejeita acusações que levaram à sua demissão

Ex-presidente do INEM rejeita acusações que levaram à sua demissão

O ex-presidente do INEM defendeu-se hoje das acusações que levaram à sua demissão. Paulo Campos promete agir judicialmente contra o que considera ser um processo conduzido politicamente para o afastar do cargo.

Em conferência de imprensa, Paulo Campos, que segunda-feira foi afastado do cargo de presidente do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), por recomendação da Inspeção Geral das Atividades em Saúde (IGAS), disse aos jornalistas que tenciona agir administrativa e criminalmente contra todos os agentes que atuaram no processo.

Paulo Campos assegurou que, pelos factos provados, se verifica que atuou bem e diz não ter dúvidas de que foi vítima de um processo conduzido politicamente, e que este é um "saneamento político".

Entre os vários agentes que Paulo Campos tenciona processar, encontra-se a anterior equipa do Ministério da Saúde, dirigida por Paulo Macedo.

  • Paulo Campos destituído da presidência do INEM
    1:12

    País

    O presidente do INEM foi demitido, por decisão do ministro da Saúde. Paulo Campos estava suspenso de funções na sequência de um processo disciplinar. Terá utilizado um helicóptero da emergência médica, para transportar uma doente amiga, sem necessidade.

  • PSD e CDS assinalam 36º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro
    1:38

    País

    O presidente do PSD deixou críticas ao Partido Comunista, este domingo, a propósito do aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro. Pedro Passos Coelho lembrou os festejos dos comunistas na altura, numa resposta a quem questionou a abstenção dos sociais-democratas ao voto de pesar a Fidel Castro, que o PCP levou ao Parlamento. Este domingo, tanto o PSD como o CDS-PP prestaram homenagem a Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa.