sicnot

Perfil

País

Ex-presidente do INEM rejeita acusações que levaram à sua demissão

Ex-presidente do INEM rejeita acusações que levaram à sua demissão

O ex-presidente do INEM defendeu-se hoje das acusações que levaram à sua demissão. Paulo Campos promete agir judicialmente contra o que considera ser um processo conduzido politicamente para o afastar do cargo.

Em conferência de imprensa, Paulo Campos, que segunda-feira foi afastado do cargo de presidente do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), por recomendação da Inspeção Geral das Atividades em Saúde (IGAS), disse aos jornalistas que tenciona agir administrativa e criminalmente contra todos os agentes que atuaram no processo.

Paulo Campos assegurou que, pelos factos provados, se verifica que atuou bem e diz não ter dúvidas de que foi vítima de um processo conduzido politicamente, e que este é um "saneamento político".

Entre os vários agentes que Paulo Campos tenciona processar, encontra-se a anterior equipa do Ministério da Saúde, dirigida por Paulo Macedo.

  • Paulo Campos destituído da presidência do INEM
    1:12

    País

    O presidente do INEM foi demitido, por decisão do ministro da Saúde. Paulo Campos estava suspenso de funções na sequência de um processo disciplinar. Terá utilizado um helicóptero da emergência médica, para transportar uma doente amiga, sem necessidade.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.