sicnot

Perfil

País

O tempo para hoje

O tempo para hoje

Quanto ao estado do tempo para o continente, o IPMA prevê céu pouco nublado ou limpo, aumentando temporariamente de nebulosidade nas regiões do interior junto há fronteira durante a tarde. Está também previsto vento fraco a moderado do quadrante norte, soprando até ao início da manhã, moderado a forte no litoral a sul do cabo Mondego, e forte nas terras altas das regiões centro e sul, com rajadas até 70 quilómetros por hora.A previsão aponta ainda para acentuado arrefecimento noturno, com formação de gelo ou geada em especial nas regiões do interior e descida da temperatura mínima.Em Lisboa as temperaturas vão oscilar entre 04 e 13 graus Celsius, no Porto e em Viana do Castelo entre 02 e 12, em Braga entre 0 e 12, em Vila Real entre -1 e 09, em Bragança entre -3 e 09, em Viseu entre -1 e 09, na Guarda entre -3 e 04, em Coimbra entre 02 e 11, em Castelo Branco entre 02 e 11, em Portalegre entre 0 e 09, em Santarém entre 03 e 15, em Évora entre 01 e 12, em Beja entre 02 e 12 em Faro entre 06 e 15.

  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.