sicnot

Perfil

País

Baixo Mondego com agricultura parada

Baixo Mondego com agricultura parada

A agricultura no Baixo Mondego está parada há pelo menos dois meses devido às cheias que levaram ao rebentamento de estradas e à erosão dos solos agrícolas.Os prejuízos das inundações vão atrasar as culturas de batata, milho e arroz.

  • Água começa a recuar no baixo Mondego
    2:40

    País

    No baixo Mondego, a água está finalmente a recuar, pelo menos na margem esquerda. A linha do norte já foi reaberta em Alfarelos e em algumas casas já foi possível começar as limpezas. Na margem direita do rio o problema mantém-se e poderá levar algumas semanas a normalizar. A hora é de fazer contas aos prejuízos.

  • Governo garante apoio financeiro para agricultores afetados pelo mau tempo
    0:29

    País

    O ministro da Agricultura garante que vai haver ajudas financeiras para os agricultores afetados pelo mau tempo do último fim-de-semana. Em Bruxelas, à margem de uma reunião com os ministros da Agricultura da União Europeia, Capoulas Santos garantiu que o levantamento dos prejuízos já está a ser feito e que haverá soluções financeiras que permitam minimizar os prejuízos dos agricultores. O ministro visita esta terça-feira o Douro e o Baixo Mondego, duas das regiões mais afetadas pelo mau tempo. Capoulas Santos garante que a ajuda financeira aos agricultores vai chegar a curto prazo e não representa um encargo extra para o Estado.

  • Circulação ferroviária continua cortada junto a Coimbra
    2:03

    País

    No concelho de Montemor-o-Velho ainda são visíveis os efeitos do mau tempo do fim de semana. Há várias estradas cortadas e a circulação de comboios entre Granja do Ulmeiro e Coimbra permanece suspensa. O caudal do Rio Mondego começa lentamente a regressar aos níveis considerados normais, como relata o repórter da SIC Miguel Ângelo Marques.

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05