sicnot

Perfil

País

Homem morre à porta de centro de saúde

Homem morre à porta de centro de saúde

Um homem de 56 anos morreu à porta do centro de saúde de Aguiar da Beira, que não tem um serviço de urgências.O colega de trabalho, que acompanhou a vítima ao centro de saúde, afirmou ao Ministério Público que só quando a vítima desmaiou no exterior do edifício é que os profissionais de saúde o foram buscar.Esta tragédia reabre a questão da distância e da falta de meios de socorro.

  • Ordem dos Médicos condena 19 profissionais de saúde
    1:49

    País

    A Ordem dos Médicos limita-se a aplicar penas disciplinares quando está em causa o código deontológico ou as boas práticas clínicas. No ano passado, a Ordem dos Médicos condenou 19 profissionais por erros ou falhas na prática clínica. A maioria dos processos é arquivada, mas os casos mais graves acabam por seguir para tribunal. Em 2015, o Conselho Nacional de Disciplina da Ordem dos Médicos abriu 92 processos e só na região de Lisboa, o Ministério Público abriu 57 processos.

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.