sicnot

Perfil

País

António Costa recebido hoje por Juncker antes de cimeira em Bruxelas

O primeiro-ministro, António Costa, é recebido hoje em Bruxelas pelo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, antes de participar num Conselho Europeu de dois dias, dominado pela questão das reformas reclamadas pelo Reino Unido para permanecer na União Europeia.

© Yves Herman / Reuters

No quadro de vários encontros bilaterais com líderes europeus antes da cimeira, Juncker receberá António Costa, que se desloca assim pela primeira vez ao Berlaymont, sede da Comissão Europeia, desde que tomou posse como primeiro-ministro, em novembro do ano passado.

A partir das 17:00 locais (menos uma hora em Lisboa), António Costa representará Portugal na cimeira de chefes de Estado e de Governo da União Europeia, cuja agenda é consagrada a dois grandes temas: o chamado "Brexit" -- as reformas nas relações entre o Reino Unido e a UE reclamadas pelo governo de David Cameron para fazer campanha pela permanência no referendo que irá organizar - e, uma vez mais, a resposta da UE à crise migratória e de refugiados.

Como habitualmente, o Conselho Europeu é antecedido de reuniões preparatórias das principais famílias políticas europeias, com o líder do PSD, Pedro Passos Coelho, a participar na "minicimeira" do Partido Popular Europeu (PPE).

Lusa

  • Coreia do Norte foi "isolada à força"

    Mundo

    O empresário espanhol León Smit, que organiza visitas à Coreia do Norte, diz que o país foi "isolado à força", sendo "muito difícil" estabelecer relações comerciais com Pyongyang, sob o regime de Kim Jong-un.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite