sicnot

Perfil

País

Aeroporto da Madeira condicionado devido ao mau tempo

Um voo proveniente do Porto, que deveria aterrar hoje à tarde na Madeira, divergiu para a ilha do Porto Santo, e outro, oriundo de Lisboa, foi forçado a regressar ao local de origem, informou fonte do aeroporto.

(Arquivo Lusa)

(Arquivo Lusa)

HOMEM DE GOUVEIA

As ocorrências resultam do mau tempo que se faz sentir no arquipélago da Madeira, particularmente na zona do aeroporto, concelho de Santa Cruz.

O voo da Transavia oriundo do Porto teve rumar à ilha do Porto Santo, onde aterrou cerca das 16:00 horas. Por outro lado, o voo da TAP das 17:10, proveniente de Lisboa, voltou para trás.

Já esta manhã três voos tinham divergido para Faro e Lisboa devido à intensidade do vento, situação que deverá manter-se até sábado, segundo fonte do aeroporto.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou as ilhas da Madeira e do Porto Santo sob aviso laranja - o segundo mais grave de uma escala de quatro - até às 21:00 de hoje, passando a amarelo (o grau abaixo) até ao meio-dia de sábado, devido a vento muito forte, com previsões de rajadas na ordem dos 120 quilómetros/hora.

O mesmo aviso foi lançado para a costa, devido a agitação marítima, até à meia-noite de hoje, já que as ondas de noroeste deverão rondar os 5,5 metros.

As previsões do IPMA apontam ainda para queda de neve nos pontos altos da Madeira, acima dos 1.400 metros.

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19