sicnot

Perfil

País

Marcelo convida tenente-general João Carvalho Cordeiro para chefe da Casa Militar

O Presidente da República eleito, Marcelo Rebelo de Sousa, convidou para chefe da Casa Militar o tenente-general João Luís Ramirez de Carvalho Cordeiro, anunciou hoje o gabinete do próprio em comunicado.

© Rafael Marchante / Reuters

No texto enviado à agência Lusa refere-se que este oficial da Força Aérea "tem um longo percurso ao serviço das Forças Armadas portuguesas".

"Entre muitos outros postos, foi Comandante da Academia da Força Aérea e, desde julho de 2013, Chefe da Missão Militar junto da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO) e da União Europeia, em Bruxelas", refere ainda o texto enviado pelo gabinete do Presidente eleito.

João Carvalho Cordeiro, de 57 anos, entrou para a Academia Militar em novembro de 1977.

Concluiu o 'brevet' de piloto aviador na Base Aérea de Reese, nos Estados Unidos da América, em junho de 1983.

Após regressar dos Estados Unidos, foi colocado na Base do Montijo, onde obteve todas as qualificações possíveis nos caças Fiat G-91, um avião de caça ao serviço da Força Aérea até ao início dos anos 90 do século passado.

Lusa

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.