sicnot

Perfil

País

Decisão sobre pedido de libertade condicional de Carlos Cruz conhecido em março

Carlos Cruz, detido no processo Casa Pia, foi hoje ouvido por um juiz de execução de penas sobre o pedido de liberdade condicional e decisão deverá ser conhecida em março, disse à Lusa o seu advogado.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Hugo Correia / Reuters

Ricardo Sá Fernandes adiantou que a decisão do Tribunal de Execução de Penas (TEP) sobre o pedido de liberdade condicional do ex-apresentador de televisão deverá ser conhecida "dentro de duas semanas a um mês".

Condenado a seis anos de prisão, Carlos Cruz avançou com um pedido de liberdade condicional, quando já completou dois terços da pena a que foi condenado.

Carlos Cruz havia cumprido, em dezembro de 2014, metade da pena (três dos seis anos), depois de o Tribunal da Relação de Lisboa ter alterado, em recurso, a pena inicial de sete anos de prisão a que tinha sido condenado na primeira instância, fixando-a em seis anos, por três crimes de abuso sexual de menores.

O ex-apresentador de televisão, a cumprir pena no Estabelecimento Prisional da Carregueira, concelho de Sintra, teve direito a uma saída precária, em dezembro passado, para passar o Natal em casa.

"Eu não me continuo a declarar, eu estou inocente, é um facto, é um facto.(...) Não vivo de crenças, mas vivo muito de esperança e acredito fundamentalmente que a esperança mexe às vezes com o remorso, e portanto quem tiver remorsos talvez me dê a esperança", afirmou Carlos Cruz aos jornalistas à saída da prisão em dezembro.

Foram ainda condenados no processo Casa Pia, relacionado com abusos sexuais de alunos e ex-alunos da instituição, o antigo motorista casapiano Carlos Silvino (15 anos de prisão), o médico Ferreira Dinis (sete anos de prisão), Manuel Abrantes (cinco anos e nove meses) e Jorge Ritto (seis anos e oito meses).

Lusa

  • A vida de Carlos Cruz na cadeia e o que pensa fazer quando sair
    2:32

    País

    Carlos Cruz pode sair em liberdade condicional já no fim deste mês. Tudo depende da decisão do tribunal de execução de penas que irá ouvir o apresentador. Antes da decisão, Carlos Cruz recebeu a reportagem da SIC na prisão da Carregueira para falar sobre os dias da radio, numa entrevista para o Perdidos e Achados. Mas Cruz falou também sobre a vida na cadeia e o que pensa fazer assim que sair.

  • CGD terá de reconhecer imparidades e prepara saída de 2 mil funcionários
    2:45

    Caso CGD

    O novo plano estratégico da Caixa está pronto e foi entregue há duas semanas ao Ministério das Finanças. A SIC sabe que está a ser preparada a saída de 2 mil trabalhadores e que o banco terá de reconhecer imparidades. O Expresso diz que a CGD vai fechar o ano com prejuízos que podem chegar aos 3 mil milhões de euros.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.