sicnot

Perfil

País

Metade das grávidas hipertensas desenvolvem complicações mesmo medicadas

Metade das grávidas hipertensas e que estão medicadas desenvolvem complicações no parto ou pós-parto, segundo um estudo realizado no Centro Hospitalar do Baixo Vouga.

© Lucy Nicholson / Reuters

Após avaliadas 139 grávidas hipertensas, concluiu-se que apesar da existência de um controlo da tensão 51,5% das grávidas com medicação prescrita apresentam eventos adversos no parto, puerpério ou pós-parto.

"O controlo de tensão não é suficiente para evitar complicações. A doença hiperativa na gravidez não depende apenas do controlo tensional", explica José Mesquita Bastos, coordenador do estudo e cardiologista do Centro Hospitalar do Baixo Vouga.

A investigação, que vai ser apresentada no 10º Congresso Português de Hipertensão, que começa na quinta-feira em Vilamoura, mostra ainda que a hipertensão anterior à gravidez aumenta a probabilidade de outros problemas.

Por exemplo, a probabilidade de aparecer diabetes gestacional na gravidez com hipertensão arterial é de 21%, enquanto numa gravidez normal é apenas de 12%.

A hipertensão na gravidez está ligada à pré-eclampsia ou eclâmpsia, que pode mesmo levar a mulher à morte. Aliás, a hipertensão é responsável por 16% da mortalidade materna.

José Mesquita Bastos alerta ainda para a importância de se fazer a medição da tensão arterial durante 24 horas (a MAPA -- monitorização ambulatória da pressão arterial), nomeadamente para detetar falsas hipertensas.

"O mapa é muito importante. Se formos medir a tensão por esse aparelho podemos ter a surpresa de 30% não serem hipertensas", refere o médico, explicando que muitas mulheres apresentam hipertensão em ambiente de consulta, numa reação de alerta, mas que não se revela se for medida durante 24 horas.

O coordenador do estudo avisa que há riscos em medicar uma falsa hipertensa, nomeadamente porque pode diminuir-se a profusão da placenta e comprometer a alimentação do bebé.

Lusa

  • As alterações na carta de condução que ajudam a poupar
    6:16
  • George H. Bush nos cuidados intensivos e mulher também hospitalizada

    Mundo

    O antigo Presidente dos Estados Unidos da América e a sua mulher estão hospitalizados em Houston, no Texas. George H. W. Bush foi admitido no sábado, devido a um problema respiratório derivado de pneumonia, enquanto Barbara Bush entrou esta quarta-feira no hospital, por sintomas de fadiga e tosse.

  • Nevão provocou corte de energia no centro dos EUA
    1:37

    Mundo

    Uma tempestade de neve no centro dos Estados Unidos da América provocou cortes no abastecimento de eletricidade, atrasos em voos e dificuldades na circulação rodoviária. Em Espanha, a descida das temperaturas levou à emissão de avisos em 30 províncias de norte a sul do país e deixou 27.700 alunos sem aulas em Valência.

  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..