sicnot

Perfil

País

O tempo para hoje

O tempo para hoje

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje céu muito nublado em todas as regiões do continente.No litoral Norte, o instituto prevê períodos de chuva, que poderá ser por vezes forte, estendendo-se às restantes regiões durante a manhã e passando gradualmente a regime de aguaceiros durante a tarde, que poderão ser acompanhados de granizo. Haverá condições favoráveis à ocorrência de trovoada, em especial durante a tarde.

O IPMA prevê queda de neve acima de 1400/1600 metros, descendo gradualmente a cota para 1200 metros.Na região sul, o instituto prevê períodos de chuva, em geral fraca, a partir do final da manhã, progredindo de norte para sul e passando gradualmente a regime de aguaceiros fracos e pouco frequentes.

O vento estará fraco a moderado (10 a 25 km/h), do quadrante oeste, tornando-se moderado a forte (25 a 40 km/h) a partir do final da manhã, em especial no litoral. Nas terras altas, o vento soprará moderado a forte (30 a 50 km/h) do quadrante oeste. Haverá neblina ou nevoeiro matinal nas regiões do interior. Quanto às temperaturas, a máxima vai variar entre os 17.º Celsius, em Faro, e os 7.º, na Guarda. As mínimas vão oscilar entre os 1.º, na Guarda, e os 11.º, em Faro. Em Lisboa, as temperaturas vão variar entre os 10.º e os 15.º Celsius, no Porto, entre os 10 e os 14.º, e em faro, entre 08.º e 17.º Celsius.

Com Lusa

  • Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já têm cadastro
    1:59

    Crise no Sporting

    Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já foram condenados por 22 crimes que cometeram no passado, mas nunca nenhum deles cumpriu pena de prisão ou prisão domiciliária. O juiz decretou a prisão preventiva na sequência das agressões à equipa do Sporting por entender que se tratou de um comportamento chocante, terrorista e a perversão do espírito desportivo.

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • MP investiga ministro Siza Vieira, António Costa rejeita incompatibilidades
    2:12

    País

    O Ministério Público decidiu investigar o ministro Adjunto, Pedro Siza Vieira, por alegadas incompatibilidades. O governante criou uma empresa imobiliária um dia antes de tomar posse e manteve-se como gerente durante dois meses. A lei prevê a demissão, mas o primeiro-ministro já disse que se tratou apenas de um erro e o próprio ministro alega desconhecimento da lei.

  • Parceiros sociais retomam hoje discussão sobre legislação laboral

    Economia

    Os parceiros sociais retomam esta tarde a discussão sobre as alterações à legislação laboral nas áreas do combate à precariedade, promoção da negociação coletiva e reforço da inspeção do trabalho. No encontro, marcado para as 15:00 no Conselho Económico e Social (CES), em Lisboa, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, deverá apresentar um novo documento com alterações face ao que foi proposto aos parceiros sociais há dois meses.

  • EUA expulsa dois diplomatas venezuelanos e dá-lhes 48 horas para deixarem o país

    Mundo

    Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, a expulsão de dois diplomatas venezuelanos, aos quais deu um prazo de 48 horas para sairem do país. A decisão é a resposta ao anúncio de Presidente da Venezuela de expulsar o encarregado de negócios e o chefe da secção política da embaixada dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson e Brian Naranjo, respetivamente.