sicnot

Perfil

País

PAN quer ajudar OLX a garantir que animais não são tratados como objetos

O partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) transmitiu ao presidente da OLX a disponibilidade para ajudar a garantir que os animais trocados e vendidos na plataforma online deixam de ser tratados como objetos.

© Mike Segar / Reuters

"Uma das medidas a tomar poderia passar pela advertência explícita de proibição de trocas de animais no momento em que se cria um novo anúncio, complementando com a monitorização mais ativa das transações realizadas", sugere o deputado e porta-voz do PAN, André Silva, citado num comunicado hoje divulgado.

O PAN enviou ao responsável pela plataforma online de venda e troca de produtos, Miguel Monteiro, uma carta na qual, além da disponibilidade para colaborar na garantia de que os animais deixem de ser tratados como objetos, propõe contribuir para que cada vez mais empresas desta área sejam vistas como exemplo do acompanhamento da evolução civilizacional e ética que o país está a pedir no que respeita à proteção dos direitos dos animais.

Esta iniciativa do PAN segue-se à publicação na imprensa de várias notícias sobre a troca e venda de animais na OLX, o que preocupa os defensores dos animais, que receiam um tratamento semelhante a objetos em vez do respeito devido aos seres vivos.

Para o partido, a preocupação com aspetos sociais e ambientais já faz, há algum tempo, parte do mundo dos negócios.

"A monitorização dos impactos que uma atividade comercial tem na sociedade é fundamental para assegurar a continuidade da sua 'licença para operar' que, em última análise, é sempre validada pelos cidadãos que utilizam determinado serviço", refere o PAN.

O PAN pretende, assim, participar num "diálogo aberto e construtivo sobre este tema, que possa gerar formas alternativas e eficazes de avançar para uma sensibilização e consciencialização mais realista em relação à proteção e bem-estar animal".

A alteração do Estatuto Jurídico do Animal, insiste, "é uma das medidas mais urgentes e também uma das bandeiras do partido, que pretende assim assegurar que os animais deixam de ser vistos como objetos e de ser tratados como mercadorias perante a lei".

Lusa

  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.