sicnot

Perfil

País

Procurador Orlando Figueira em prisão preventiva

O procurador Orlando Figueira, detido na terça-feira, vai ficar em prisão preventiva, determinou hoje a juíza de instrução criminal.

Depois de ter sido ouvido durante a tarde de hoje a juíza determinou a prisão preventiva, medida de coação mais gravosa, por considerar que há fortes indícios da prática do crime de corrupção passiva e também de branqueamento e falsidade informática.

A juíza considerou haver o perigo de perturbação da tranquilidade e da ordem pública e também o perigo de fuga, pelo que Orlando Figueira ficará em prisão preventiva e será transferido ainda hoje para o estabelecimento prisional de Évora.

Lusa