sicnot

Perfil

País

Santos Silva sem informação "credível" sobre indiciação de vice-PR de Angola

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse hoje não ter informação "credível" sobre a indiciação, em Portugal, do vice-Presidente de Angola, Manuel Vicente, por corrupção ativa, escusando-se a comentar se a operação poderá afetar as relações bilaterais.

Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

ESTELA SILVA/ LUSA

"Não tenho essa informação. Não uso informações de processos que estão em segredo de justiça. Não tenho informação da parte da única entidade que pode falar pelo Ministério Público, que é a Procuradoria-Geral da República", disse à Lusa o chefe da diplomacia portuguesa, que hoje termina uma visita de dois dias à Tunísia.

"Não tenho nenhum comentário a fazer. Recordo que vigora, no nosso ordenamento constitucional, e bem, o princípio da separação de poderes e da independência do poder judicial", acrescentou.

Questionado sobre se esta operação poderá afetar as relações entre Lisboa e Luanda, Santos Silva afirmou: "Não sei responder a essa pergunta, porque não tenho nenhuma informação que eu possa considerar como credível sobre eventuais indiciados seja em que processo for".

O vice-Presidente de Angola, Manuel Vicente, está indiciado de corrupção ativa na mesma operação que levou à detenção, na terça-feira, do procurador Orlando Figueira, disse à Lusa fonte ligada ao processo.

A mesma fonte indicou que o Ministério Público indiciou Manuel Vicente e o advogado português Paulo Blanco do crime de corrupção ativa em coautoria.

Fontes próximas do executivo angolano, contactadas pela Lusa, recusaram até agora fazer qualquer comentário a esta investigação em Portugal.

Lusa

  • Procurador suspeito de corrupção interrogado
    1:50

    País

    O vice-presidente angolano está indiciado por corrupção em Portugal, no caso que levou à detenção de um procurador do Ministério Público. Até agora não houve qualquer reação do Governo de Luanda em relação a estas suspeitas sobre Manuel Vicente. Quanto ao homem que terá corrompido, o magistrado Orlando Figueira, detido na terça-feira, está hoje a ser interrogado por uma juíza de instrução criminal.

  • Interrogatório ao procurador Orlando Figueira retomado hoje
    2:11

    País

    O procurador do Ministério Público detido por suspeitas de ter favorecido o vice-presidente de Angola continua a ser ouvido hoje. O interrogatório foi suspenso pouco depois das 23:00. Orlando Figueira é para já o principal visado neste processo que tem o nome Fizz. Quanto ao governo de Luanda, ainda não reagiu às notícias.

  • As zonas de guerra que o fogo deixou
    3:13

    País

    A chuva finalmente ajudou na luta contra as chamas e o que fica agora é um cenário de devastação no norte e centro do país. Morreram 37 pessoas, arderam centenas de casas e empresas e há críticas severas à falta de meios.

  • CDS avança com moção de censura ao Governo

    País

    A líder do CDS anunciou hoje que o partido vai apresentar uma moção de censura ao Governo, na sequência dos incêndios que fizeram 37 mortos desde domingo, quatro meses depois da tragédia de Pedrógão Grande.

    Em atualização

  • O mapa das vítimas dos incêndios
    1:19

    País

    Aumentou para 37 o número de mortes na sequência dos fogos que assolaram a zona Centro do país desde o fim de semana. Feridos são pelo menos 71. Atualizamos aqui o mapa, segundo o último balanço da Proteção Civil.

  • Visto do céu, Portugal é um país que se vestiu de negro
    3:28
  • Homem morreu ao tentar salvar animais das chamas
    2:30
  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06
  • Há uma semana que as florestas ardem na Califórnia
    1:34