sicnot

Perfil

País

Película criada na UMinho prolonga tempo de vida de alimentos perecíveis

O Centro de Engenharia Biológica da Universidade do Minho (UMinho) criou uma película protetora que prolonga "consideravelmente" o tempo de conservação dos produtos alimentares perecíveis, disse hoje à Lusa um responsável pela investigação.

Universidade do Minho.

Universidade do Minho.

António Vicente explicou que a película já foi testada, por exemplo, com mangas, frutos que, revestidos por aquela película, resistiram, a uma temperatura frigorífica, durante 45 dias, enquanto sem ela se ficaram pelos 33.

"É uma vantagem considerável, sobretudo se pensarmos em termos de exportação", referiu.

Segundo António Vicente, a película pode ser utilizada nos mais variados alimentos perecíveis, como peixe, frutas, queijos ou enchidos.

Resultado de uma investigação desenvolvida ao longo de uma década, a película é feita com materiais comestíveis, extraídos de plantas.

"Com esta nova tecnologia, é possível diminuir o desperdício alimentar e, ao mesmo tempo, reduzir a utilização de materiais sintéticos na conservação dos alimentos", sublinha o Centro de Engenharia Biológica da UMinho.

A película já está disponível para comercialização, que ficará a cargo de uma spin-off daquele centro -- a Improveat.

"Além dos testes laboratoriais, também já foram testes industriais e os resultados são francamente positivos", acrescentou António Vicente.

O próximo desafio é incorporar naquela película agentes antioxidantes e antimicrobianos e, até, alguma cor, através de corantes naturais.

O Centro de Engenharia Biológica da UMinho conta com uma equipa de mais de 300 investigadores e opera nas áreas da Biotecnologia e Bioengenharia Ambiental, Industrial e Alimentar e da Saúde.

Por ano, consegue uma média de 3 milhões de euros de financiamento, entre instituições públicas e parcerias com a indústria.

Criou 13 empresas e tem 16 patentes concedidas.

Faz parte de programas como o MIT Portugal e tem investigadores de 36 nacionalidades.

Lusa

  • Biológicos nas escolas e nos telemóveis

    País

    O Governo vai criar o Dia Nacional da Alimentação Biológica e uma estratégia que passa por distribuir produtos biológicos nas escolas e criar uma aplicação móvel para os portugueses poderem localizar unidades de produção ou comercialização de produtos biológicos, segundo a Estratégia Nacional que será hoje apresentada.

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.