sicnot

Perfil

País

Quase 20 casos de sarna registados em escola do concelho da Moita

Quase duas dezenas de casos de sarna foram detetados na Escola Básica n.º 7 da Baixa da Banheira, na Moita, disse esta sexta-feira o presidente da União de Freguesias da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira, Nuno Cavaco.


"Na escola foram registados primeiro dois casos, mas no total são já 18 os casos de sarna, entre alunos e outras pessoas" do estabelecimento, descreveu o autarca.

Segundo Nuno Cavaco, a direção do agrupamento a que pertence a escola já informou os encarregados de educação da situação.

"Compreendo a insatisfação e se fosse meu filho também não ia ficar satisfeito. A direção já informou os pais e avisou que caso detetassem alguma coisa deveriam levar as crianças ao médico", afirmou.

O autarca referiu que a escola não tem problemas de limpeza e lembrou que se têm registado casos em várias escolas no país: "Este não é caso único, têm-se registado outros casos de surtos de sarna em outras escolas. A informação que existe é que em casos destes as crianças sejam tratadas e a escola não seja encerrada".

Nuno Cavaco explicou que, mesmo que a escola seja encerrada, algo que é defendido pelos encarregados de educação, e alvo de uma desparasitação, não existe nenhuma garantia de que o problema seja resolvido de vez.

"Não é a escola que pode decidir se encerra ou não. O Ministério da Saúde, tendo em conta que já existem casos em várias escolas, devia dar outro tipo de informação aos encarregados de educação. Devia explicar melhor os procedimentos e o que se deve fazer em casos destes", concluiu.

No final de janeiro, a Direção-Geral da Saúde esclareceu que os casos de sarna nas escolas não justificam o encerramento dos estabelecimentos de ensino, nem quarentena obrigatória de crianças infetadas, por não configurar risco de saúde pública nacional e ser facilmente tratável.

Quanto às razões para estar a aumentar o número de casos de escabiose (sarna) em escolas da região de Lisboa, a sub-diretora geral da Saúde, Graça Freitas, disse desconhecer se efetivamente se está a verificar um aumento ou se é um caso de "epidemia mediática", porque se começou a falar e a noticiar o assunto.

A verdade é que "há frequentemente" casos de sarna - uma doença de pele contagiosa causada por um ácaro e que dá comichão intensa --, mas que não são noticiados.

A sarna ou escabiose, como é apelidada pelos médicos, é uma infeção na pele provocada por um ácaro, afeta apenas os seres humanos, manifesta-se por comichão em zonas específicas do corpo e tem efeito contagiante, sendo transmitida pelo contacto sexual ou pelo simples contacto da pele com roupa usadas por quem está infetado.

Os surtos epidémicos ocorrem sobretudo no inverno e estão associados a condições de vida, hábitos higiénicos, migrações ou aglomerados habitacionais. Os sintomas podem surgir até seis semanas após o contacto com uma pessoa infetada ou respetivos bens pessoais.

Lusa

  • Dois casos de sarna numa escola no Barreiro
    2:09

    País

    Os encarregados de educação das crianças da Escola Básica nº 8 do Barreiro estão preocupados com o aparecimento de dois casos de sarna e afirmam que ainda não foram informados de nada. A coordenadora da escola recusou-se a prestar quaisquer declarações.

  • Detetados novos casos de sarna em Odivelas
    2:20

    País

    Foram detetados novos casos de sarna, desta vez numa escola de Ensino Básico em Odivelas. A diretora do agrupamento diz que não há razão para alarme e que o caso está ser acompanhado pelas autoridades de saúde.

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • FC Porto acusa Benfica de recorrer a serviços de "bruxaria"
    2:34

    Desporto

    Francisco J. Marques acusou o Benfica de recorrer a "bruxaria". O diretor de comunicação do FC Porto revelou uma troca de e-mails entre Luís Filipe Vieira e Armando Nhaga, suposto comissário nacional da polícia da Guiné-Bissau com a celebração de um contrato de prestação de serviços.

  • Francisco J. Marques promete continuar a revelar e-mails
    2:11

    Desporto

    Francisco J. Marques diz que a Polícia Judiciária sabe como o Futebol Clube do Porto teve acesso aos e-mails e desafia o Benfica a revelar os originais. O diretor de comunicação do clube portista revelou ainda que irá continuar a divulgar e-mails, já que isso não é incompatível com o segredo de Justiça.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.

  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.