sicnot

Perfil

País

Marcha lenta em Lisboa apela ao fim do conflito na Ucrânia

Marcha lenta em Lisboa apela ao fim do conflito na Ucrânia

Cerca de 200 ucranianos manifestaram-se ao final da manhã em Lisboa contra a guerra entre a Rússia e a Ucrânia. Na marcha lenta, que partiu do Terreiro do Paço com destino ao Largo Camões, esteve presente a embaixadora da Ucrânia em Portugal. A iniciativa fez parte de um movimento europeu, já que milhares de ucranianos desfilam hoje em várias cidades europeias a apelar ao fim do conflito que começou há já dois anos. Por cá, foi também entregue uma carta ao presidente da Assembleia República para sensibilizar o Governo para esta questão, como deixou claro Pavlo Sandokan, da Associação de Ucranianos em Portugal.

  • Cágado tratado com implante impresso em 3D
    2:26
  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.