sicnot

Perfil

País

Suspeito de esfaquear rapariga em bar diz não se lembrar de como a faca lhe foi parar às mãos

Um homem suspeito de ter esfaqueado uma rapariga durante uma rixa num bar em Ílhavo disse hoje, no tribunal de Aveiro, que não se lembra do que passou, nem sabe como é que a faca lhe foi parar às mãos.

Google Maps

Na primeira sessão de julgamento, o arguido, que está acusado de um crime de homicídio qualificado na forma tentada, adiantou ao coletivo de juízes que não se recorda das circunstâncias em que esfaqueou a rapariga na face, mas admitiu ter sido o autor.

"Recordo-me que estava a ser agredido por cinco pessoas. Só via vultos. Nesse momento, agredi um vulto que estava no meio", disse o arguido, adiantando: "lembro-me desse momento, porque tive uma reação do tipo o que é que fui fazer".

O agressor, de 35 anos, garantiu ainda que não tinha consigo nenhuma faca, mas não soube explicar como é que esta surgiu.

"Já tentei fazer hipnose a ver se me lembrava de mais factos, mas não consegui", referiu, disponibilizando-se para fazer um teste do polígrafo, ao que a juíza-presidente respondeu que o sistema jurídico português não permite o uso da chamada "máquina da verdade".

A primeira sessão ficou ainda marcada pelas declarações da vítima, que deslocou-se de propósito de França, onde se encontra a trabalhar, a Portugal para ser ouvida pelo coletivo de juízes.

A rapariga, de 21 anos, disse que um desentendimento entre um amigo do arguido e algumas pessoas que estavam no seu grupo, levou-os a partirem para as agressões.

No auge da discussão, o arguido acabou por agredir a vítima com uma faca, atingindo-a ao nível da região ocular.

A jovem, que foi submetida a três operações, perdeu a visão no olho direito e disse que este episódio deixou "marcas muito profundas". "Tenho de me habituar a ver só com um olho, mas não é fácil", desabafou.

Os factos ocorreram na madrugada do dia 12 de junho de 2015, cerca da 02:00, quando o arguido e um amigo se envolveram em agressões com um grupo de pessoas que estava num bar situado na Gafanha da Nazaré, Ílhavo.

Sem que nada o fizesse prever, o arguido pegou numa faca que tinha consigo e com esta desferiu um golpe na direção da face da ofendida, atingindo-a na região ocular direita, refere o Ministério Público.

O autor do esfaqueamento foi retido por outros clientes do bar e foi entregue à GNR, que chegou ao local poucos minutos após a prática dos factos.

O detido, que apresentava ferimentos decorrentes dos confrontos que terão antecedido o esfaqueamento, foi transportado ao Hospital de Aveiro, onde foi sujeito a tratamento e, após ter tido alta hospitalar, recolheu às celas do Departamento da Polícia Judiciária.

Presente a primeiro interrogatório judicial, foi-lhe aplicada a medida de coação de prisão preventiva, que foi posteriormente substituída pela obrigação de permanência na habitação com sujeição a vigilância eletrónica.

Lusa

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Homem suspeito de matar a mulher em Esmoriz

    País

    Um homem é suspeito de ter esfaqueado este sábado mortalmente a mulher em Esmoriz, concelho de Ovar, num contexto de violência doméstica, disse à agência Lusa fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR).

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.