sicnot

Perfil

País

Autarquia de Lisboa lança campanha de recolha de bens para refugiados

A Câmara Municipal de Lisboa lançou esta terça-feira uma campanha de recolha de bens como roupa ou brinquedos destinados aos refugiados, que serão recebidos no centro de acolhimento temporário inaugurado na semana passada, anunciou o vereador dos Direitos Sociais.

Arquivo

Arquivo

ANDRÉ KOSTERS / LUSA

A campanha tem como objetivo recolher principalmente roupa, brinquedos, produtos para bebé, e bens alimentícios não perecíveis, que serão entregues aos refugiados acolhidos no centro, anunciou o vereador dos Direitos Sociais, João Afonso.

"Alguns deles vêm com pouco mais do que a roupa que trazem no corpo", referiu o vereador, acrescentando que "é necessário que as pessoas tenham condições quando chegam".

Segundo o autarca, dos "37 refugiados que chegaram a Portugal esta semana, 10 ficam em Lisboa", sendo que "sete já se encontram no centro e três chegam hoje".

"O sistema de acolhimento está montado", afirmou João Afonso.

A campanha arranca hoje e estende-se até ao dia 1 de abril, e quem quiser fazer uma doação deverá deslocar-se aos quartéis do Regimento de Sapadores Bombeiros, entre as 9:00 e as 22:00.

Também as juntas de freguesia estão mobilizadas para esta campanha, acrescentou João Afonso, adiantando que esta é uma forma "mais simples de participação cívica" e de "apelar à solidariedade dos lisboetas".

A distribuição dos bens recolhimentos será feita pela Câmara Municipal de Lisboa, que pretende "começar já a distribuir a roupa e depois a comida, que fará falta quando as pessoas saírem do centro para as casas que lhes forem atribuídas", frisou.

A autarquia inaugurou o centro de acolhimento temporário para refugiados a 22 de fevereiro, na freguesia do Lumiar, e prevê que cada pessoa fique entre uma e três semanas, sendo depois encaminhado para uma solução definitiva.

Esta campanha insere-se na iniciativa "Lisboa, cidade de acolhimento", promovida pelo Programa Municipal de Acolhimento de Refugiados na Cidade de Lisboa.

Lusa

  • Alianças do PS marcam discursos no Congresso do PS
    2:51
  • Souto de Moura feliz com distinção na Bienal de Arquitetura de Veneza
    1:10
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos. Depois de um curso intensivo de português durante três meses, os jovens vão iniciar o ano letivo em vários pontos do país.

  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57