sicnot

Perfil

País

Criminalidade participada subiu ligeiramente em 2015

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, disse hoje, no parlamento, que a criminalidade participada subiu ligeiramente em 2015, enquanto a criminalidade violenta desceu.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

"Os serviços de segurança têm a perceção de uma ligeira subida da criminalidade participada, embora a criminalidade violenta se mantenha ainda numa tendência de descida", afirmou Constança Urbano de Sousa, que está a ser ouvida na Assembleia da República, no âmbito da discussão da apreciação na especialidade do Orçamento de Estado (OE) para 2016.

Na audição conjunta nas comissões parlamentares de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa e de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, a ministra avançou que em 2016 os recursos humanos nas forças de segurança vão aumentar com a incorporação de 800 novos agentes para PSP e 450 militares para a GNR.

A libertação de mais polícias para a atividade operacional vai ser também feita com a "desmaterialização documental e de automatização das comunicações entre forças de segurança e a ANSR nos processos de contraordenações", o que permite a libertação de 30 elementos da PSP e da GNR por dia na realização de tarefas administrativas para trabalho operacional, adiantou.

A ministra sublinhou também que está prevista a introdução de um novo modelo de aquisição de fardamento, possibilitando a libertação de recursos humanos afetos a esta função.

Segundo Constança Urbano de Sousa, vai ser criada uma plataforma na Internet para os elementos da PSP e da GNR adquirem o fardamento, passando a existir um ponto único de venda on-line.

Aos deputados, a ministra deu ainda conta dos investimentos que vão ser feitos na PSP e na GNR no que toca a viaturas e a instalações policiais.

Este ano, a PSP vai ter 150 novas viaturas e um investimento nas esquadras em 5.843 mil euros, enquanto a GNR vai contar com 241 novos carros e um reforço nas infraestruturas na ordem dos 11.172 milhões de euros, indicou.

Lusa

  • Lei existe há quatro anos mas não tem regulamentação
    2:03
  • Denúncia de maus tratos a cães no canil municipal de Elvas
    2:24

    País

    O Grupo de Intervenção e Resgate Animal denunciou nas redes sociais alegados maus tratos a animais no canil municipal de Elvas. As imagens mostram uma cadela com uma corda ao pescoço. A autarquia abriu um inquérito para averiguar o caso, suspendendo também o trabalho dos voluntários no canil.

  • Há cada vez menos portugueses

    País

    A população em Portugal diminuiu no ano passado, pelo oitavo ano consecutivo, já que o número de mortes continua a ser superior ao de nascimentos, revelam dados hoje divulgados pelo INE.

  • Dois em cada três portugueses vivem vidas sedentárias

    País

    Com menos de hora e meia de exercício semanal, mais de dois terços dos portugueses vivem vidas sedentárias. E a maioria desvaloriza a importância da atividade física, segundo um inquérito divulgado esta quinta-feira pela Fundação Portuguesa de Cardiologia.

  • Estados Unidos vão reforçar as sanções à Coreia do Norte
    1:31

    Mundo

    Washington pretende também investir nos esforços diplomáticos para que Pyongyang ponha fim aos programas nucleares e de mísseis. A nova estratégia de Donald Trump foi anunciada quarta-feira à noite. A força aérea norte-americana testou esta quarta-feira um míssil de longo-alcance que percorreu 6800 quilómetros sobre o Pacífico a partir de uma base na Califórnia.

  • Le Pen vai à pesca
    0:35

    Eleições França 2017

    Marine Le Pen, candida à presidência de França fez esta quinta-feira uma "pausa" na campanha eleitoral e aproveitou para ir à pesca. A candidata navegou num barco de pesca no Mediterrâneo.

  • Ovibeja aposta este ano na internacionalização da agricultura
    2:07

    País

    A Ovibeja começou esta quinta-feira e este ano aposta na internacionalização dos produtos agrícolas do Alentejo. Centenas de expositores esgotam o certame, que é uma monstra da agricultura portuguesa. António Costa, na sexta-feira, e Marcelo Rebelo de Sousa, no sábado, são alguns dos políticos com a presença marcada em Beja.