sicnot

Perfil

País

Corpo do rapaz encontrado morto em Portimão autopsiado hoje

O adolescente que foi ontem encontrado morto num terreno baldio próximo da casa onmde vivia, em Portimão, vai ser autopsiado hoje de manhã, de acordo do Instituto Nacional de Medicina Legal (INML).

A autópsia ao jovem, vítima de homicídio, será realizada no Gabinete Médico-Legal e Forense do Barlavento, situado no complexo do hospital de Portimão, para onde o cadáver foi encaminhado.

A coordenadora daquele gabinete acompanhou as autoridades policiais nas diligências realizadas no local onde o corpo foi encontrado, ontem de manhã.

A mãe do jovem foi, durante praticamente todo o dia, ouvida pelos inspetores da PJ, "sempre na qualidade de testemunha", não sendo, para já, considerada suspeita no processo.

Durante as diligências, os inspetores da PJ encontraram indícios de crime.

O corpo do rapaz, de 15 anos, foi descoberto pouco depois das 09:00 de ontem, quarta-feira, num terreno baldio entre o sítio das Vendas e o Malheiro, no concelho de Portimão, junto ao hospital da cidade.

O rapaz frequentava um curso de Cozinha na cidade vizinha de Lagoa, tendo faltado às aulas três dias antes de a mãe ter comunicado às autoridades o seu desaparecimento, no dia 22 de fevereiro.

O padrasto do menor, de nacionalidade brasileira, terá viajado para o Brasil no dia do desaparecimento do jovem. É, nesta altura, o principal suspeito da morte do jovem.

  • O desaparecimento de Rodrigo Lapa, segundo a mãe
    2:50

    País

    Rodrigo Lapa, cujo corpo foi hoje encontrado em Portimão, estava desaparecido há mais de uma semana. Em entrevista à SIC esta semana, a mãe, Célia Barreto, falou do dia em que o filho partiu para a escola e não voltou.

  • PJ na casa do jovem encontrado morto em Portimão

    País

    A Polícia Judiciária está na casa onde viva Rodrigo Lapa, o jovem encontrado hoje, sem vida, depois de ter desaparecido há mais de uma semana. No local estão vários inspetores e elementos da polícia científica. As autoridades delimitaram um perímetro de segurança.

  • Padrasto do jovem encontrado morto é o principal suspeito
    2:37

    País

    O jovem que estava desaparecido há pouco mais de uma semana, em Portimão, foi assassinado. O padrasto, que viajou para o Brasil no dia do desaparecimento, é o principal suspeito. Rodrigo, de 15 anos, foi encontrado, esta manhã, sem vida a menos de 100 metros de casa. A mãe foi interrogada pela Polícia Judiciária e saiu em liberdade por não haver indícios que justifiquem uma detenção.

  • Rodrigo estava desaparecido há uma semana
    2:44

    País

    Rodrigo estava desaparecido há mais uma semana. Na segunda-feira da semana passada, o jovem terá saído de manhã para a escola, mas nunca lá chegou. Hoje, o corpo foi encontrado a poucos metros de casa.

  • Padrasto de Rodrigo pode não ser julgado pelo crime caso seja suspeito
    1:55

    País

    Caso se confirme que o padrasto é suspeito da morte de Rodrigo, o homem poderá não ser julgado por este crime. Trata-se de um cidadão brasileiro e terá viajado para Fortaleza no dia do desaparecimento do adolescente. A lei deste país não permite a extradição de cidadãos brasileiros para outros Estados. O homem teria conflitos com o enteado que publicou algumas mensagens no Facebook dias antes de desaparecer. Nos últimos tempos o jovem dava sinais, nesta rede social, de alguns problemas pessoais.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.