sicnot

Perfil

País

Marcelo promete afetos, proximidade, simplicidade e estabilidade em Belém

O Presidente da República eleito, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje que "afetos, proximidade, simplicidade e estabilidade" foram as ideias da campanha que quer que presidam ao exercício do cargo, considerando que todos os seus antecessores serviram positivamente Portugal.

IN\303\201CIO ROSA

No discurso durante o lançamento do livro "Afetos", do fotógrafo Rui Ochoa e que reúne algumas das fotografias da campanha para as eleições presidenciais, Marcelo Rebelo de Sousa explicou que "afetos, proximidade, simplicidade e estabilidade foram ideias da campanha" e que deseja "que venham a presidir" ao mandato que iniciará na quarta-feira, com a tomada de posse na Assembleia da República.

Admitindo que "muito depende da realidade" para que isso se concretize, o Presidente da República eleito destacou que "o objetivo cimeiro é o serviço dos portugueses" e antecipou uma ideia que defende num artigo que será publicado no semanário Expresso sobre a história dos Presidentes da República em Portugal.

"Pensando só nos Presidentes em democracia, há que reconhecer que todos eles serviram, de acordo com os seus diversos estilos, de uma forma claramente positiva os portugueses e Portugal", enalteceu.

Lusa

  • PSD e CDS assinalam 36º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro
    1:38

    País

    O presidente do PSD deixou críticas ao Partido Comunista, este domingo, a propósito do aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro. Pedro Passos Coelho lembrou os festejos dos comunistas na altura, numa resposta a quem questionou a abstenção dos sociais-democratas ao voto de pesar a Fidel Castro, que o PCP levou ao Parlamento. Este domingo, tanto o PSD como o CDS-PP prestaram homenagem a Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa.