sicnot

Perfil

País

PCP demarca-se de imagem do BE sobre adoção homossexual

O PCP, na edição de hoje do jornal "Avante!", condena a polémica imagem reproduzida pelo BE sobre a legislação da adoção de crianças por casais do mesmo sexo e acusa a porta-voz bloquista de "sacudir a água do capote".

A dirigente comunista Margarida Botelho, num texto da secção de opinião do órgão de comunicação oficial do partido cujo título reproduz o controverso "Jesus também tinha 2 pais", afirma que "a escolha por parte do BE desta frase é ilustrativa do seu posicionamento e da sua natureza - um slogan bem esgalhado, mais uns minutos de televisão, uma polémica fanfarrona, um tema da moda, justificam tudo".

"A resposta da coordenadora do BE, quando confrontada com o desagrado geral com o seu cartaz é disso mesmo exemplar. Disse Catarina Martins que o cartaz não era invenção do BE, mas sim a tradução de uma frase do movimento LGBT internacional, e que, se não tinha sido percebido, era um erro", lê-se.

Para a membro do Comité Central do PCP e ex-deputada comunista, "de uma penada, a coordenadora do BE sacode a água do capote - a culpa é dos outros? - e associa o acerto da mensagem à forma como é validada, em particular pelos órgãos de comunicação social".

"A luta contra a discriminação dos homossexuais, contra a homofobia, pelo direito a viver uma sexualidade plena, assumida e feliz, tem muitas décadas e muitos protagonistas. Não nasceu com o BE, nem se resume ao BE. Felizmente", congratula-se a dirigente comunista.

Concordando com a "valorização do tema em si", lembrando que "o PCP votou a favor dos projetos-lei" e até que os comunistas recorrem também, "bastantes vezes", ao "humor" ou "ironia no combate político", Margarida Botelho defende o "respeito pelos sentimentos e convicções religiosas do povo em que se insere, e dos outros povos do mundo".

"Já quanto à forma escolhida, não podemos acompanhar. Demarcamo-nos... [O PCP] Não usa, e não quer usar, mensagens políticas que possam ser consideradas ofensivas ou manipulatórias das crenças das pessoas", escreveu.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa para receber dois beijos. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.