sicnot

Perfil

País

Santos Silva diz que anterior Governo se ajoelhou perante a Alemanha sem necessidade

O ministro dos Negócios Estrangeiros acusou hoje o anterior Governo (PSD/CDS-PP) de se ajoelhar perante a Alemanha quando tal não era necessário e defendeu a necessidade de políticas económicas que favoreçam o crescimento do emprego e a consolidação orçamental.

MANUEL DE ALMEIDA

"É muito fácil ser ambicioso quando se está de fora e costuma ser inversamente proporcional a quando se estava de dentro. É natural que aqueles que se caracterizaram pelo seguidismo e pela - vamos dizer assim - suavidade quando tinham obrigação de lutar pelos interesses europeus e pelos interesses portugueses na Europa se caracterizem agora pela ambição e queiram que os outros façam já mil vezes mais do que eles conseguiram fazer", disse Augusto Santos Silva, durante o debate na especialidade da proposta de Orçamento de Estado para 2016, com as comissões parlamentares de Orçamento e Finanças e de Assuntos Europeus.

"Não vale agora querermos invadir a Alemanha porque a Alemanha resiste ao seguro de depósito de garantia. Bastava não termos ido ajoelhar perante a Alemanha em momentos em que esse ajoelhamento não era necessário", afirmou o "número dois" do Governo socialista.

Para Santos Silva, "a questão mais importante é saber se somos ou não determinados na combinação de políticas económicas que favoreçam o crescimento de emprego e políticas económicas que favoreçam também a consolidação orçamental".

Dirigindo-se ao deputado do PSD Miguel Morgado, que acusou o Governo de evidenciar uma "extraordinária, espantosa e surpreendente falta de ambição", o chefe da diplomacia disse que os sociais-democratas "esquecem as primeiras, porque supostamente as segundas seriam por si mesmas miraculosas".

Na sua intervenção inicial, o ministro apontou que Portugal foi pioneiro na apresentação de um esboço de orçamento em Bruxelas, no âmbito do chamado semestre europeu, o que permitiu "incorporar na proposta de lei que o Governo apresentou à Assembleia da República o resultado das discussões técnicas e das avaliações que foi possível ter ou suscitar com o conjunto das autoridades europeias", algo que, acrescentou, não "beliscou a soberania nacional".

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lajes
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes. Os passageiros desembarcaram, como registou no Twitter um jornalista da Al-Jazzera que seguia a bordo. Segundo este depoimento, uma pessoa foi levada para o hospital com problemas cardíacos.

  • Óscar do turismo para empresa que gere património de Sintra
    1:51

    Cultura

    A Parques de Sintra ganhou, pelo quarto ano consecutivo, os World Travel Awards na categoria de "Melhor Empresa de Conservação do Mundo". A empresa portuguesa, que gere monumentos, parques e jardins situados na zona da Paisagem Cultural de Sintra e em Queluz, voltou a ser a única nomeada europeia na categoria, e foi a vencedora entre candidatos de todo o mundo.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.