sicnot

Perfil

País

Mês de fevereiro o mais chuvoso desde 2000

O mês de fevereiro foi chuvoso, tendo o valor médio da quantidade de precipitação sido o mais alto desde o ano 2000, informou hoje o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Baixa de Águeda inundada devido à chuva intensa, 13 de fevereiro.

Baixa de Águeda inundada devido à chuva intensa, 13 de fevereiro.

PAULO NOVAIS/ LUSA

De acordo com o boletim climatológico do IPMA, publicado hoje na sua página da Internet, o valor médio da quantidade de precipitação (150.0 milímetros) foi superior ao valor médio (150%), sendo o terceiro valor mais alto desde 2000.

O instituto salienta que nos primeiros 15 dias do mês de fevereiro, os valores da quantidade de precipitação excederam o correspondente valor médio mensal em algumas estações do norte e do centro.

O IPMA destacou também que, entre 07 e 15 de fevereiro, houve chuva diária persistente, com valores acumulados acima dos 300 milímetros em alguns locais das regiões noroeste e do centro (superiores a 400 mm na Serra da Peneda-Gerês e na Serra da Estrela).

Segundo o organismo, no dia 14 de fevereiro registou-se ocorrência de vento forte: maiores valores de rajada de 118,8 quilómetros/hora e de 116,6 km/hora, respetivamente no Porto e no Cabo Carvoeiro, em Peniche.

O IPMA fez também referência para os últimos dias do mês, entre 26 e 28, que registaram temperaturas "bastante abaixo do normal", tendo ocorrido chuva forte, vento muito forte, granizo, trovoada e queda de neve.

"Nos dias 26 e 27 de fevereiro verificou-se queda de neve nas regiões do norte e centro, em alguns locais a cotas de 600 metros, no dia 26, e 300 metros no dia 27.

Neste último dia ocorreu também neve nas regiões mais a sul, nomeadamente nas Serras de Aire, Candeeiros, Montejunto, São Mamede e Monchique", adianta o instituto.

Lusa

  • País regressa à normalidade após o mau tempo

    País

    O mau tempo começou a aliviar a noite passada, esta manhã a situação está mais calma. O país começa a regressar à normalidade. É tempo para começar a fazer balanços aos estragos, depois da chuva intensa que caiu durante o fim de semana.

  • Bombeiros ficaram de prevenção após intoxicação em Corroios
    1:16

    País

    17 alunos da escola EB 2+3 em Corroios, no Seixal, foram hospitalizados esta segunda-feira com sintomas de intoxicação alimentar. Os alunos, entre os 7 e os 14 anos, foram transportados 12 para o hospital Garcia de Orta, em Almada e cinco para o hospital do Barreiro. O transporte foi feito pelos bombeiros voluntários da Amora e do Seixal mantiveram uma equipa de socorro no local apenas por prevenção.

  • "Nada mais há a dizer" sobre a Caixa
    0:13

    Caso CGD

    O primeiro-ministro voltou esta segunda-feira a dizer que já não há nada para discutir, na polémica sobre a entrega de declarações de património dos gestores da CGD. Foram as declarações de António Costa, na Cidade da Praia, à margem da quarta cimeira bilateral entre Portugal e Cabo Verde.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • Trump e os jornalistas: uma relação (su)rreal
    2:08
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46